Colunistas

< voltar
Alysson Lisboa Neves Jornalista
29/Nov/2016 - 16h28 - Atualizado em 01/Dec/2016 - 13h50

Bem-vindo ao mundo virtual e aumentado

O crescente mercado, que já fatura 1 bilhão de dólares, promete sacudir o mundo do entretenimento e educação


Por Alysson Lisboa Neves

Presente em diversos filmes de ficção científica como Missão Impossível e Minority Report, a realidade virtual sempre impressionou os mais aficionados por tecnologia. Há décadas, hologramas e construção de cenários virtuais ao mesmo tempo que encantam,  quebram a cabeça dos pesquisadores. Como tornar a tecnologia mais acessível? Como melhorar a resolução das imagens e deixar a experiência mais fluida?

Projetos sempre tratados como visionários nunca saíram do radar de empresas como Google, Facebook e Samsung. O ano de 2016 consolida esse novo e crescente mercado que já fatura 1 bilhão de dólares prometendo sacudir o mundo do entretenimento e da educação.

Os dispositivos que permitem um maior nível de imersão geram, ainda, confusão quanto à sua nomenclatura: realidade aumentada ou realidade virtual? Qual a  diferença entre os dois termos? Veja infográfico.

O ano de 2016 trouxe poucas inovações aos smartphones ou aos dispositivos eletrônicos de maneira geral. Por outro lado, a Sony saiu na frente e investiu pesado em realidade virtual com o seu Playstation VR, lançado em outubro. Com certeza, os outros concorrentes do bilionário mercado dos videogames devem apresentar suas novidades em pouquíssimo tempo.

O Oculus Rift, recentemente comprado pelo Facebook e o Gear da Samsung são dispositivos de realidade virtual já disponíveis no Brasil. Atualmente, o mercado de aplicação do dispositivo é tímido, se limitando a experimentos como passeios virtuais. Dispositivos de Realidade Aumentada ganharam muita visibilidade este ano, fruto do lançamento do Microsoft HoloLens e do Google Magic Leap.

Imaginem qual tamanho terá a discussão entre os especialistas sobre o uso excessivo dos óculos de realidade virtual? Certo ou errado, a nova tecnologia não é coisa passageira e deve fazer parte do nosso cotidiano já a partir do próximo ano. No campo da educação, o uso da tecnologia pode proporcionar ao aluno um salto em qualidade jamais alcançado anteriormente. Além de aprender, o estudante poderá experimentar e interagir com objetos. Bem-vindo ao mundo expandido e uma nova realidade.

Confira infográfico: 

#realidadevirtual#realidadeaumentada#oculus#googleglassFavoritar

Sobre o autor
Alysson Lisboa Neves Jornalista

Jornalista formado pelo Uni-BH, Especialista em Produção em Mídias Digitais pelo IEC PUC Minas e Mestre em Comunicação Digital Interativa pela Universitat de Vic, Espanha. Mais de 20 anos de experiência em mídia impressa e digital, com passagem pelos jornais Hoje em Dia e Estado de Minas. Na Revista Encontro desempenhou a função de editor de novas mídias, coordenador da equipe digital e colunista. É também especialista em desenho de jornais e revistas em tablets e smartphones. Foi professor de jornalismo no Centro Universitário de Belo Horizonte - Uni-BH. É professor de pós-graduação no IEC PUC Minas e de Empreendedorismo no Cotemig. É palestrante nas áreas ligadas ao jornalismo digital, novas mídias, inovação em desenho de jornais e revistas, redes sociais e marketing digital. É colunista do Portal Uai e consultor de novas mídias e marketing digital.

Temas tratados:

 

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.