Colunistas

< voltar
CIÊNCIA EM MINAS Redação
29/Dec/2020 - 11h12

Ciência em Minas - Conheça quem faz: IFNMG

Um centro de ensino inovador que produz soluções para a pecuária de precisão


Por CIÊNCIA EM MINAS
Sistema de pecuária de precisão desenvolvido pela Bosch em parceria com o IFNMG e Grupo ARG
Crédito: Dérek Freitas Ferreira, 2019

O conceito de Indústria 4.0 já está inserido na pecuária. A inovação chegou às fazendas e transformou o modo como os rebanhos são tratados desde o nascimento, estabelecendo processos mais ágeis, automatizados, sustentáveis e que garantam o bem estar animal, ainda que estes animais sejam criados para abate.

O Instituto Federal do Norte de Minas Gerais tem tradição e história no ensino de ciências agrárias, formando profissionais focados no desenvolvimento do Agro, carro chefe da economia do país.

Dérek Freitas Ferreira começou sua história na instituição em 2010, no curso técnico em Agropecuária. Na sequência, concluiu a graduação em Medicina Veterinária e hoje é pesquisador do programa de mestrado em Medicina Veterinária do IFNMG, sob orientação do professor Rogério Mendes Murta. Em seu projeto, ele implantou um sistema de monitoramento de rebanho bovino que permite o acompanhamento diário e a análise individual dos animais, com o objetivo de fornecer ao produtor os dados necessários para auxiliar na tomada de decisão. Mais especificamente, estabelecer o ponto ideal de abate dos animais, uma variável que depende da raça, da forma de confinamento, do tipo de alimentação, entre outras condições.

Dérek Ferreira em campo
Crédito: Dérek Freitas Ferreira, 2019

O projeto é resultado de uma parceria público privada entre o IFNMG, a alemã Bosch e o grupo agropecuário ARG. Durante 10 meses, Dérek acompanhou a instalação da plataforma de pesagem desenvolvida pela Bosch na Fazenda Santa Mônica, no município de São João da Ponte (MG), realizou estudos de viabilidade e implantou o sistema que gerencia o banco de dados.

O sistema já está em fase de comercialização e disponível para produtores de gado de corte, seja de pastejo ou confinado. Para Dérek, as parcerias da AGR e da Bosch foram essenciais para garantir o sucesso do sistema, que fomenta a pecuária de precisão e insere a cadeia produtiva no conceito de indústria 4.0. “Por enquanto, a tecnologia é viável apenas para médios e grandes produtores. O ideal é que consigamos difundir as vantagens e funções deste projeto para que ele se torne, futuramente, acessível para pequenos produtores”, finaliza o pesquisador. 

Inovação e parcerias com a cadeia produtiva

Para o pró-reitor de pesquisa, pós-graduação e inovação do IFNMG Rogério Murta, projetos como o da plataforma de pesagem, do qual ele é orientador, são essenciais para a afirmação da necessidade de informatização e automação dos processos da indústria pecuária. Segundo ele, são projetos deste tipo os responsáveis por desmistificar a ideia que grande parte dos produtores tem de que a tecnologia interfere negativamente na produtividade do animal. Ainda segundo ele, o trabalho multidisciplinar também é parte importante no processo. “Anteriormente, pesquisadores costumavam trabalhar sozinhos. Hoje, as equipes são formadas por colaboradores de diversas áreas e por empresas, a chamada inovação aberta. Isso torna possível a revolução tecnológica no agro. Quando saímos da academia, novas portas se abrem, a formação dos alunos se torna ainda mais completa e são estabelecidas parcerias importantes com o setor produtivo”, ressalta Rogério.

O Instituto Federal do Norte de Minas Gerais foi criado em 2008 a partir da integração do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) de Januária e da Escola Agrotécnica Federal de Salinas (EAF), instituições tradicionais no ensino profissionalizante. Atualmente, o IFNMG possui 11 Campi e a sede da reitoria fica na cidade de Montes Claros.

 

#Bosch#CiênciaEmMinas#IFNMG#pecuáriaFavoritar

Sobre o autor
CIÊNCIA EM MINAS Redação

Ciência em Minas é um projeto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais - SEDE MG - e tem como objetivo divulgar resultados de pesquisa e soluções desenvolvidas em universidades e ICT's mineiras.

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.