Colunistas

< voltar
CIÊNCIA EM MINAS Redação
16/Feb/2021 - 11h22 - Atualizado em 16/Feb/2021 - 11h28

Estudante da UFMG desenvolve brinquedo para terapia comportamental de animais

Brinquedo é uma alternativa acessível para donos de animais domésticos


Por CIÊNCIA EM MINAS
A estudante Camila Braz, a cadela Belinha e o protótipo
Crédito:UFMG

Após adotar a cadela Belinha em um abrigo para animais, a estudante Camila Braz, do curso de Engenharia Elétrica, notou que o animal apresentava sinais de trauma, desinteresse em brincadeiras e dificuldades sociais. Em busca de uma solução, Camila deparou com o método Enriquecimento Ambiental, que engloba diversos modelos de terapia para trabalhar o estímulo dos instintos naturais dos animais.

Camila demonstrou interesse por uma caixa de brinquedo que se caracteriza pela dinâmica desafio-recompensa. No entanto, a ferramenta era cara e teria de ser importada. Como alternativa, a estudante desenvolveu o projeto que consiste na combinação de modelo de caixa já existente e a placa arduíno, plataforma de prototipagem de código aberto, responsável por automatizar seu funcionamento. O brinquedo é feito com material barato, fácil de encontrar e é de feitura simples. 

A estudante montou e programou a caixa em casa, com ajuda da família, durante o isolamento social. Ela diz desconhecer outro produto com essas características e tem recebido mensagens de tutores e ONGs que solicitam orientação para a produção do brinquedo. 

A estudante planeja oferecer tutoriais de confecção da caixa a pessoas que, como ela, precisam de produtos mais acessíveis para auxiliar na terapia de seus animais.

Saiba mais sobre o projeto desenvolvido por Camila no site da UFMG.

 

Fonte: https://ufmg.br/comunicacao/noticias/estudante-da-ufmg-desenvolve-brinquedo-para-terapia-comportamental-animal  

 

 

#ufmgFavoritar

Sobre o autor
CIÊNCIA EM MINAS Redação

Ciência em Minas é um projeto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais - SEDE MG - e tem como objetivo divulgar resultados de pesquisa e soluções desenvolvidas em universidades e ICT's mineiras.

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.