Notícias

< voltar
09/Abr/2018 - 12:08 - Atualizado em 11/Abr/2018 - 11:25

“Podem chamar de trem também, uai”, diz Bibop sobre transporte futurista

Na última sexta-feira, 6 de abril, Hyperloop apresentou o Centro Global de Inovação em Logística que será construído em Contagem


Por Paula Isis/SIMI Belo Horizonte
Bibop Gresta, presidente da Hyperloop, durante lançamento do Centro Global de Inovação em Logística
Crédito: Lucas Nolasco/SIMI

Já imaginou fazer a viagem Belo Horizonte/São Paulo em apenas 38 minutos? É essa a estimativa de tempo que as pessoas gastariam para realizar esse percurso, segundo o simulador da HyperloopTT, disponível no site da empresa. Com dois empreendedores mineiros participantes do projeto, a empresa lançou na última sexta-feira, 6 de abril,  em Contagem, o Centro Global de Inovação em Logística.

Cento e quarenta países foram avaliados para a instalação do centro e o Brasil foi o escolhido para ser a porta de entrada na América Latina. Mas por que Contagem? Por se tratar de uma empresa internacional, é comum fazermos este tipo de questionamento. “Aqui em Minas Gerais temos um cenário de muita criatividade, de pessoas brilhantes. É uma oportunidade para as pessoas participarem de um programa que vai transformar o transporte no mundo”, exaltou o presidente da empresa, Bibop Gresta, que se esforçou para apresentar o projeto em português e se desculpou caso cometesse alguns erros.

A Hyperlopp está desenvolvendo o projeto que consiste em transportar passageiros ou cargas em cápsulas sustentadas no ar por ímãs, por meio de um tubo de baixa pressão e a uma velocidade que poderia chegar a 1.200 km/h. “Podem chamar de trem também, uai”, brincou Bibop durante a apresentação.

Mais de mil pessoas acompanharam o lançamento do centro, em Contagem
Crédito: Lucas Nolasco/SIMI

A tecnologia do transporte, idealizada em 2013 por Elon Musk, fundador da Tesla e da SpaceX, também enviou um carro ao espaço. Apesar de a ideia ser dele, o empresário não tem relação com a empresa, que começou trabalhar na tecnologia de forma colaborativa.

Para se ter uma ideia, a empresa estima que uma viagem de São Paulo ao Rio de Janeiro, de aproximadamente 444 km, poderá ser feita em até 20 minutos. Mas será que ele é seguro? Os criadores afirmam que o sistema é mais seguro que aviões, tem custos menores de construção e manutenção que os trens de alta velocidade e o uso de energia por pessoa é similar ao de uma bicicleta.

No Brasil, a empresa desenvolverá estudos para aplicar a nova tecnologia, principalmente no transporte de cargas e produtos. O investimento inicial de US$ 7,85 milhões (cerca de R$ 26 milhões) virá de parceria público-privada (PPP), que inclui a HyperloopTT, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Ensino Superior de Minas Gerais (Sedectes) e investidores privados.

Filho das Gerais, o diretor global de desenvolvimento de negócios, Rodrigo Sá, de Campo Belo, também exaltou o ecossistema mineiro de inovação e empreendedorismo e falou sobre a emoção de trazer o centro para terras mineiras. “Hoje é um dia muito importante, não só pelo lançamento do Centro Global de Inovação em Logística aqui, em Minas Gerais, mas também porque me enche de orgulho trazer este projeto para minha casa”, falou emocionado.

Prata da casa, Rodrigo Sá comemora a chegada do centro a Minas Gerais
Crédito: Lucas Nolasco/SIMI

Além do centro, Rodrigo falou que aquela sexta-feira também era especial porque eles estavam lançando mundialmente o Hyperloop Academy, que vai formar a mão de obra reponsável pelo desenvolvimento da tecnologia, além de atuar em conjunto com as universidades mineiras. Uma das mentoras e consultoras do projeto será a astronauta da NASA, Yvonne Cagle, que também ministrou palestra durante o evento.

Quem também comemorou bastante a chegada do centro a Minas Gerais foi o presidente da Fapemig, Evaldo Vilela, uma das parceiras da chegada da Hyperloop ao Brasil. “A empresa vai alocar os talentos de nossas universidades para trabalhar nesse projeto inovador. Isso é motivo de muita comemoração”, pontuou.

Além do Brasil, a Hyperloop já tem parcerias na Eslováquia, República Tcheca, Emirados Árabes, França, Indonésia e Coreia do Sul.

Confira galeria de fotos do evento:

Leia também:

Governador assina despacho para criação do novo Centro Global de Inovação e Logística

#inovação#contagem#transporte#HyperloopTT#transportefuturista#centrodeinovaçãoemlogísticaFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.