Notícias

< voltar
30/Mai/2018 - 09:00 - Atualizado em 30/Mai/2018 - 11:03

Agtechs ganham força no Triângulo Mineiro

Startups voltadas ao agronegócio estão revolucionando o setor nacional


Por Redação Belo Horizonte/MG
=
Crédito: inova.jor

A todo tempo surgem startups com soluções inovadoras para atender uma necessidade de um mercado específico. Isso não é diferente no agronegócios, um dos principais setores da economia brasileira. Em Minas Gerais, um dos estados com maior força no agronegócio, tem surgido muitas startups que pretendem facilitar as demandas do segmento. Assim, surgiu a Pesa Fácil.

Imagine você conseguir estimar o peso de um animal a partir de foto do celular? Incrível, não é? Essa é a solução da Pesa Fácil, que utiliza técnicas de visão computacional e inteligência artificial.

A ideia da startup veio da própria experiência do fundador, Eduardo Mamede, pecuarista em Canápolis (MG). “Minha família tem mais de 100 anos de agronegócio”, afirma o empreendedor.

O app é útil principalmente para o pequeno produtor, já que uma balança bovina chega a custar, em média,  R$ 25 mil. Segundo Mamede, 90% dos criadores não têm acesso ao equipamento.

“As agtechs (startups voltadas ao agronegócio) vivem um momento especial”, disse. “O campo é muito carente de tecnologia”, destaca. Criado em 2014 em Uberlândia, o Pesa Fácil recebeu, recentemente, R$ 90 mil do Sebraetec para desenvolver as primeiras versões do aplicativo e para renovar seu site.

Outra agtech surgida na maior cidade do triângulo mineiro é a Alluagro, plataforma de aluguel de máquinas agrícolas. “O mercado de locação agrícola é desorganizado e amador”, afirma Marco Aurélio Chaves, cofundador da startup. A partir dessa constatação surgiu a ideia de criar a Alluagro, em 2016.

Em agosto, Uberlândia vai promover a segunda edição do Congresso Internacional de Tecnologia, Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade (Cities). A expectativa é reunir 5 mil pessoas.

#startups#agronegócio#uberlândia#AgtechsFavoritar

Fonte: Inova.jor

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.