Notícias

< voltar
21/Dez/2016 - 10:52 - Atualizado em 21/Dez/2016 - 13:10

Apesar da crise, e-commerce mantém crescimento em 2016

Empresas mineiras confirmam o aumento do faturamento do setor


Por Redação

O mercado de e-commerce deve fechar 2016 com um aumento no faturamento de 8% com relação ao ano anterior, segundo dados da pesquisa da e-Bit/Buscapé. Mesmo que o crescimento seja abaixo do esperado, já que a taxa anual nos períodos anteriores chegou a 25%, os números apontam uma oportunidade para comerciantes, já que a expectativa é de expansão até 2020.

O otimismo passa pela maior familiaridade do brasileiro com a internet. Segundo a pesquisa ATKearney Consultoria mostra que o internauta brasileiro passa mais tempo navegando que qualquer outro ao redor do mundo – 51% dos entrevistados afirmaram passar o dia inteiro conectado à web.

Para Bruno Borges, diretor de marketing da JN2, empresa vinculada ao BH-TEC e que desenvolve tecnologia para e-commerce, a nova geração de consumidores torna as expectativas ainda melhores. A empresa prevê que, até 2020, o faturamento do setor deve crescer em 43,5%.

“Os jovens nascidos já na era da internet, que não conheceram o mundo offline, estão começando a ter renda própria agora. Para essas pessoas, fazer compras na internet é algo bastante natural, o que impacta diretamente no volume de vendas do e-commerce”, revela Borges.

Vantagens para lojistas e consumidores

O e-commerce tem se mostrado uma saída vantajosa para lojistas iniciantes, já que é preciso apenas um investimento inicial reduzido em comparação às lojas físicas. Além disso, os custos de manutenção são mais simples e permitem um negócio mais facilmente escalável.

A plataforma de descontos Meliuz, também residente no BH-TEC, teve um aumento do volume de vendas. “Na Black Friday, conseguimos um volume de vendas pelo Meliuz 33% maior que no mesmo evento em 2015. Na soma do ano, já podemos dizer que em 2016 vendemos o dobro de do ano passado”, afirma o fundador da empresa, Ofli Guimarães.

Para o empreendedor, o momento econômico desfavorável do país faz com que o consumidor se torne mais cauteloso e busque preços melhores e descontos.

#e-commerce#JN2#BH-TEC#vendasFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.