Notícias

< voltar
13/Jul/2018 - 08:00 - Atualizado em 12/Jul/2018 - 15:55

BH ganha aceleradora focada em startups de comunicação

Lokomotiva é uma iniciativa do Sinapro-MG e deve apoiar entre 12 e 15 startups até o final de 2019


Por Redação Belo Horizonte/MG

A inovação está sendo trabalhada nas mais diversas áreas. Prova disso é que o Sindicato das Agências de Propaganda (Sinapro-MG) criou uma aceleradora de startups focada no segmento de comunicação. A Lokomotiva, como é chamada, deve lançar seu primeiro edital de seleção ainda neste ano e tem como expectativa apoiar entre 12 e 15 startups até o fim de 2019.

A aceleradora nasce da ideia de que o segmento de comunicação precisa se reinventar, segundo o diretor de relações institucionais do Sinapro-MG, Ricardo Melillo. “Nos últimos cinco anos os empresários do setor da comunicação têm sido impactados por uma enxurrada de mudanças e de novas possibilidades de negócios que quebram o formato tradicional ao qual estavam acostumados”, explica em entrevista ao Diário do Comércio.

A Lokomotiva vai apoiar, fomentar e investir em startups que proponham inovação na comunicação. A proposta, segundo Melillo, é investir em soluções que conversem e resolvam os problemas do mercado da comunicação, e não apenas em empresas que desenvolvam soluções de T.I que atendam a diferentes mercados.

O projeto pretende realizar dois ciclos de aceleração por ano, sendo cada ciclo com quatro a cinco startups. A Lokomotiva vai proporcionar mentorias, espaço de trabalho, aproximação com outras startups e também buscará investimento financeiro para as aceleradas.

Ainda não há uma definição de valores de aporte para as startups. O dinheiro investido dependerá do patrocínio das empresas apoiadoras do projeto. O presidente do Sinapro-MG, André Lacerda, destaca que a iniciativa vai ajudar a movimentar o setor. “Seremos um grande laboratório de inovação em comunicação e o setor estará de olho no que vamos fazer aqui. Isso é muito positivo porque a aceleradora pode gerar sub-produtos, como mão de obra qualificada e boas ideias que, se não resultarem em produtos, podem gerar iniciativas inovadoras dentro das empresas”, disse também em entrevista ao Diário do Comércio.  

#aceleradora#inovação#startups#negócios#aceleração#comunicação#LokomotivaFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.