Notícias

< voltar
22/Jun/2018 - 13:00 - Atualizado em 25/Jun/2018 - 10:12

BNDES lança chamada pública para soluções de IoT

Chamada pública é para recursos não reembolsáveis; inscrições vão até 31 de agosto


Por Redação Belo Horizonte/MG
Crédito: G1/Reprodução


O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançaram, na semana passada, o “BNDES Pilotos de IoT”, uma chamada pública para recursos não reembolsáveis, que busca selecionar projetos-piloto de testes de soluções tecnológicas de internet das coisas (IoT) em três ambientes mercadológicos: Cidades, Rural e Saúde.

Segundo o banco, os interessados devem enviar suas propostas até 31 de agosto. Ainda de acordo com a instituição, os recursos não reembolsáveis poderão chegar a 50% dos itens financiáveis. O valor mínimo do apoio do BNDES a cada plano de projetos-piloto será de R$ 1 milhão.

Segundo nota divulgada pelas instituições responsáveis pelo programa, cada instituição poderá apresentar até três pilotos dentro de um mesmo plano voltado a cada um dos ambientes. O valor global deve ser de pelo menos R$ 2 milhões em itens financiáveis, com prazo de execução de até 24 meses.

Na área de Cidades, os projetos devem ter foco em redução de desperdícios, iluminação pública, aumento da capacidade de vigilância e monitoramento e aumento da atratividade de transportes públicos.

Já para aqueles destinados ao setor Rural, o foco deve ser no uso eficiente de maquinário e dos recursos naturais, segurança sanitária e bem-estar do animal.  Na área da saúde, os projetos devem ser desenvolvidos para o monitoramento de pacientes; ativos e insumos; e diagnóstico descentralizado.

Quem pode participar?

Instituições tecnológicas e instituições de apoio públicas ou privadas, sem fins lucrativos, em projetos conjuntos com empresas e startups.

Para saber mais sobre o programa e a inscrição, clique aqui.

#internetdascoisas#mctic#chamadapública#BDNESFavoritar

Fonte: BNDES

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.