Notícias

< voltar
16/Out/2018 - 12:02 - Atualizado em 16/Out/2018 - 16:19

BiotechTown recebe startups para a primeira turma de aceleração

Programa foi dividido em três etapas e terá duração total de 12 meses


Por Pedro Matos/SIMI Belo Horizonte/MG
Empreendedores terão acesso a conexões, conteúdos, infraestrutura e investimento
Crédito: BiotechTown/Divulgação

Nesta segunda-feira, 15 de outubro, o BiotechTown recebeu as 13 startups da sua primeira turma de aceleração. Empreendedores de diferentes regiões do país vão se reunir na sede do programa, em Nova Lima, que tem foco no desenvolvimento de empresas, produtos e negócios nas áreas de Biotecnologia e Ciências da Vida.

O programa foi dividido em três etapas e tem uma metodologia de aceleração própria, que considera as peculiaridades e necessidades das startups do setor. A primeira fase é a BioSprint, com duração de quatro semanas, em que será feito o diagnóstico e o plano de desenvolvimento de cada startup.

Em seguida, serão selecionadas as startups que vão passar pelo BioRun, que consiste em 11 meses de intensa capacitação, desenvolvimento do produto, conexão com o mercado e investidores e um atendimento customizado para cada empresa. Nessa fase, cada startup poderá receber até R$ 150 mil em troca de uma participação de 8% a 15%, de acordo com a avaliação de cada empresa.

Todas as startups que passarem pela segunda etapa continuarão recebendo apoio e suporte do BiotechTown, mesmo após o Demoday. Esse período após a etapa de aceleração foi chamado de BioFellow e é considerada a fase final de participação do BiotechTown junto aos negócios acelerados.

Para Paulo Borges, diretor-executivo do programa, as soluções que estão sendo desenvolvidas pelas startups são fundamentais para a construção de uma sociedade melhor e mais saudável. “Se conseguirmos resolver as principais dificuldades das empresas de biotecnologia, vamos fazer com que mais produtos de saúde humana e animal, diagnóstico, entre outros, cheguem ao mercado, melhorando a qualidade de vida das pessoas”, garante Paulo.

Letícia Braga, CEO da Oncotag, acredita que o programa vai ser fundamental para a startup amadurecer e conquistar espaço no mercado. “Não só o investimento é importante, mas a aceleração também vai nos ajudar a obter mais informações sobre o nosso negócio e a introduzir o produto no mercado, além de informações sobre assuntos regulatórios”, explica Letícia Braga.

Durante os 12 meses do programa, os empreendedores terão ainda a oportunidade de fazer conexões no ecossistema de inovação do estado. “A gente já conhecia um pouco o ecossistema de startups de Minas e nossa expectativa é realmente aproveitar esse ambiente para desenvolver a startup”, comenta Arthur Scalzitti, CEO Derm Tech.

Sobre o BiotechTown

Localizado na Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, o BiotechTown é um centro integrado e privado e o segundo cluster brasileiro criado para atender as áreas de ciências da vida. O espaço visa trazer grandes benefícios para pesquisadores, empreendedores, grandes empresas e, claro, para todo o estado.

O centro apoia desde o desenvolvimento de produtos, registros, produções iniciais até a inserção dos produtos no mercado nacional e internacional. De acordo com Pedro Vidigal, CEO do BiotechTown, a infraestrutura do espaço foi pensada para atender exatamente às necessidades dos pesquisadores. “As startups de ciências da vida e biotecnologia são intensivas em hard science e precisam de um investimento grande em infraestrutura. O objetivo do Biotechtown é dar essa estrutura para que as empresas possam ir mais rápido para o mercado.”

Estão previstas para 2019 mais duas unidades como parte do BiotechTown: a implantação do Open Lab e do CMO, que vão oferecer infraestrutura laboratorial, equipamentos e profissionais para atender as demandas empresariais para o desenvolvimento rápido de produtos.

Conheça as startups da primeira turma do BiotechTown:

Cellen

A Cellen é uma empresa de Biotecnologia Animal que nasceu a partir de uma equipe experiente em terapia celular humana para viabilizar o acesso de veterinários a tecnologias terapêuticas envolvendo células-tronco mesenquimais (CTMs) e biofármacos com propriedades regenerativas para tratamento de doenças e afecções de alta incidência na medicina veterinária.

Rheabiotech

Fornece anticorpos e proteínas recombinantes especializados e sobre medida para os clientes. Produz insumos de alto valor agregado em escala comercial e produtos próprios que podem ser levados ao mercado. É capaz de oferecer a substituição de produtos importados por similares nacionais assim como trabalhar com cepas nacionais que leva ao desenvolvimento de kits específicos para as necessidades do mercado local. Comercializa anticorpos customizados, em estoque ou secundários e conjugados.

Fohm.life

Desenvolve produtos e intermedia negócios a partir do uso exclusivo de fórmula patenteada. Uma fórmula verde que preserva a água, seja limpando poluentes não solventes em água ou evitando a poluição, de forma cíclica e sistêmica. Biotecnologia baseada em pesquisas que buscam harmonia e sustentabilidade absoluta.

Aclin Innovation in Health Management

Oferece uma plataforma com sistema web de gestão de tecnologias para engenharias clínicas de hospitais, e oferece equipamento único para a calibração e verificação de equipamentos médicos com investimento muito atraente para os clientes sob a forma de consumo de créditos a cada teste.

OncoTag

A OncoTag é uma empresa de pesquisa e desenvolvimento de biomarcadores oncológicos, que visa fazer um matchmaker que conecta a paciente com câncer ao tratamento correto. A solução proposta é um kit composto com reagentes que permitirá aos laboratórios de medicina diagnóstica, hospitais e clínicas oncológicas a realizarem um exame para avaliar o prognóstico de pacientes com câncer de ovário. O resultado do exame fornece informações sobre a natureza dos tumores, segrega as pacientes com alto risco de metástase e estratifica os resultados de sobrevida das mulheres com CO, permitindo a decisões clínicas mais assertivas para o tratamento da doença, o que acarreta na maior sobrevida das pacientes e no menor custo e tempo de tratamento.

Regemat

Atua com centros de pesquisa em mais de 20 países, trabalhando em diferentes aplicações de soluções, desde a regeneração da cartilagem e da pele até a criação de modelos vivos para o desenvolvimento de medicamentos.

Laboratório da Cerveja

O Laboratório da Cerveja, atualmente, é um projeto de extensão executado pelo Laboratório de Taxonomia, Biodiversidade e Biotecnologia de Leveduras localizado no Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais. O objetivo é dar suporte técnico e científico aos produtores de cervejas artesanais por meio de serviços voltados para a microbiologia envolvida na produção de cervejas.

MedYes

A MEDYES é uma empresa de Big Data e Inteligência Artificial, que oferece ao mercado soluções como sistemas para coleta de dados ou prestação de serviços apoiados ativamente através da utilização de técnicas de computação neural. A prestação de serviços baseados em técnicas como mineração de dados e aprendizado de máquina, estão na vanguarda do que convencionalmente chamamos de Deep Learning.

Meltech

Oferece produtos alimentícios naturais e fermentados, com apelo funcional ou gourmet, derivados de matérias-primas tipicamente brasileiras e obtidas por processos melhorados e com alta tecnologia envolvida. Os produtos são feitos de modo a maximizar os benefícios a eles associados e as bebidas probióticas unem a energia do mate com as propriedades funcionais do kombucha e do mel de jandaíra, além de sabores típicos, maior vida de prateleira e a certeza da presença de probióticos na medida certa.

Jade Autism

Jade é um aplicativo para desenvolvimento de crianças autistas e com outras síndromes que trazem problemas parecidos, que usa jogos de associação com figuras do dia a dia como estímulo. Porém, em background, o jogo captura atividades do usuário que viram relatórios em dashboard valiosíssimos para os seus respectivos terapeutas.

Oranga Foods

Trata-se de alimentos em pó, totalmente solúveis e instantâneos, sem conservantes, aromatizantes e corantes, zero açúcar, 100% natural e com as mesmas propriedades do alimento in natura. Açaí em pó, cupuaçu em pó, mel em pó, própolis em pó, café verde termogênico e açaí com banana em pó. Trata-se de um novo conceito de alimentação saudável e prática.

Far.me

Farmácia que realiza a dispensação personalizada com um modelo de assinatura de medicamentos. Eles saem da farmácia separados em uma caixa (a Far.me box) previamente dispostos de acordo com a hora, data e posologia de cada cliente.

Derm Tech

A DermTech desenvolveu, seguindo os padrões internacionalmente aceitos da OECD, uma plataforma SaaS de bioinformática com inteligência artificial que realiza testes obrigatórios de sensibilização da pele humana. Além de uma poderosa ferramenta de P&D, caso a plataforma aponte um composto como não-sensibilizador da pele humana e o resultado for confirmado nos testes celulares, descarta-se a necessidade dos testes em animais.

Veja o vídeo da TV SIMI na inauguração do BiotechTown:

#startups#aceleração#cienciasdavida#BiotechTownFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.