Notícias

< voltar
30/Mai/2018 - 09:00 - Atualizado em 30/Mai/2018 - 10:38

Darwin Startups faz parceria com TransUnion para impulsionar aceleração de startups

Aceleradora catarinense está com as inscrições abertas para a 5ª turma do programa até 17 de junho


Por Redação Belo Horizonte/MG

O Darwin Startups, um dos principais programas de aceleração do país, baseado em Santa Catarina, e a TransUnion, companhia global de soluções de informação, anunciaram uma parceria que ajudará empresas nascentes do país.

Com a iniciativa, a TransUnion tem como objetivo incentivar o desenvolvimento de soluções inovadoras. A parceria é fruto da atuação global da companhia em inovação, assim como o destaque do mercado brasileiro, que já oferece soluções reconhecidas em diversos segmentos. De acordo com um estudo feito pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a organização Finnovista, o Brasil possui a maior concentração de FinTechs na América Latina.

O primeiro resultado da parceria entre a empresa e o Darwin foi a 4ª turma do programa de aceleração, com início no primeiro semestre deste ano. Agora, a aceleradora está com as inscrições abertas para o 5º ciclo de aceleração. As startups poderão escolher entre participarem do programa em São Paulo ou Florianópolis.

Serão selecionadas entre 10 a 15 empresas para receber um investimento inicial de R$ 170 mil em troca de participação minoritária de 12%. As inscrições podem ser feitas pelo endereço www.darwinstartups.com até 17 de junho.

Para participar do processo seletivo, as empresas precisam atuar nas áreas de Big Data, Fintech, Insurance, TI e Telecom, setores de atuação dos parceiros corporativos do Darwin (B3, Neoway, RTM, CNSeg Par), que agora passa a contar também com a TransUnion.

#empreendedorismo#inovação#startups#negócios#aceleração#DarwinStarter#TransUnionFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.