Notícias

< voltar
26/Jan/2018 - 11:34 - Atualizado em 26/Jan/2018 - 11:51

Delegação brasileira participa de Bootcamp na Universidade de Berkeley

Empreendedores do SEED e representantes da SEDECTES, UFMG e FIEMG participaram do Bootcamp, em Berkeley


Por Redação

Uma delegação mineira participou do Berkeley Method of Entrepreneurship Bootcamp, na Universidade da Califórnia, entre os dias 8 e 12 de janeiro. O objetivo era entender as metodologias utilizadas por uma das principais universidades formadoras do Vale do Silício para desenvolver startups, lidar com investidores e criar cultura empreendedora.

O grupo, formado por Juliana Brasil, CEO da My PS, Pedro Israel, cofundador da Melhor Plano, Marcelo Dias e Matheus Luiz, fundadores da Seja Direto, além de de Luís Veloso e Gabriella Sant’Anna, representando a Sedectes e Luis Souza, representando a FIEMG.

A participação foi possível devido ao Global Partnership Program, acordo firmado entre UFMG, FIEMG e BH Tec com a Universidade de Berkeley, que permite o envio de alunos e profissionais das instituições para programas imersivos de empreendedorismo.

Empreendedores do Seed em Berkeley

Os empreendedores do SEED foram submetidos a uma série de conteúdos sobre o desenvolvimento de suas startups, bem como à uma competição de modelos de negócios, tendo concorrido com outros empreendedores de 11 países e instituições de todo o mundo, além da própria Universidade de Berkeley. Juliana Brasil teve seu pitch considerado um dos três melhores apresentados durante o bootcamp.

Para a empreendedora, estar em um ambiente como Berkeley contribuiu muito para seu aprendizado. “Fiquei feliz em perceber que o conteúdo ministrado no curso não é tão diferente do que normalmente é trabalhado no Brasil. No entanto, a experiência da equipe, com um histórico impressionante, é muito importante para criar a qualidade do evento”, avaliou.

Ao participar do Bootcamp, Matheus Luiz, da Seja Direto, percebeu a qualidade do que é feito em Belo Horizonte. “Mesmo assim, ainda temos muito a aprender sobre a forma como é articulado o ecossistema, como são atraídas as pessoas”, completou. Ele foi beneficiado como uma das startups ganhadoras da 4ª rodada do Seed, assim como Juliana Brasil e Pedro Israel. O envio dos empreendedores ajuda a fortalecer a posição internacional do Seed e o relacionamento com instituições da Bay Area.

Oportunidade

Alunos da UFMG interessados em estudar e desenvolver um projeto de empreendedorismo em Berkeley podem se aplicar uma vez por ano, acessando as informações através da página da Conexão UFMG - Berkeley . Nessa edição, um aluno da Engenharia de Produção e também membro da startup Seja Direto desenvolverá pesquisas na área de Venture Builder na instituição, trazendo para o Brasil conhecimentos gerados na universidade.

Sedectes

A participação dos colaboradores da Sedectes, Luís Veloso e Gabriella Sant’Anna, permitiu a negociação de parcerias com o time do Sutardja Center para auxiliar em programas como o Startup Universitário, Seed e FINIT. A expectativa é que nos próximos meses essa parceria seja fortalecida e mais benefícios venham para o ecossistema mineiro e brasileiro de inovação.

Com proposta de trocar conhecimentos, os programas desenvolvidos pela Sedectes foram apresentados para um grupo de professores e gestores universitários de cinco países diferentes. Nos próximos meses, e possivelmente na FINIT, o time da Berkeley virá ao Brasil para conhecer as ações e o ecossistema local.

#empreendedorismo#inovação#startup#Berkeley#bootcampFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.