Notícias

< voltar
07/Nov/2017 - 12:31 - Atualizado em 11/Mai/2018 - 10:55

Empresas do BH-TEC apresentam soluções para transformar BH em uma Smart City

No laboratório da Prodabel será possível simular a aplicação de diversas tecnologias no espaço da cidade


Por Redação
Empresas do BH-TEC apresentaram soluções para transformar BH em uma Smart City
Crédito: Divulgação

Belo Horizonte já é uma das cidades mais inovadoras do país. O município conta com um grande número de empreendedores e startups, além de ter uma das maiores comunidades de startups do Brasil, a San Pedro Valley.

A cidade está empenhada em se tornar uma Smart City, termo que se refere às cidades que buscam desenvolvimento sustentável em prol da melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. A partir deste mês está aberto um laboratório na sede da Prodabel, onde será possível simular a aplicação de diversas tecnologias no espaço da cidade.

Aliado a isso, empresas do BH-TEC tiveram a oportunidade de se reunir com o presidente da Prodabel, Leandro Garcia, para apresentar soluções que podem colaborar com essa missão.

A Neocontrol, por exemplo, é especializada em automação residencial e apresentou um sistema que possibilita a gestão e o controle automatizado de equipamentos de ar-condicionado, além das cargas de iluminação, áudio e vídeo. Em prédios públicos, ele diminuiria os gastos com energia, além de facilitar a gestão desses elementos.

Em outra vertente, a WayCarbon é especializada no desenvolvimento de soluções que promovam a economia de baixo carbono. Ela propôs uma plataforma participativa, em ambiente WebGIS, para que a população possa interagir e fornecer dados que melhorem os resultados de um estudo realizado para a PBH em 2016.

Outra empresa que apresentou soluções foi a PrimeTS, focada em tecnologia da informação. Ela apresentou o Upnote, solução que contribui para a gestão da informação nas escolas e para o desenvolvimento pedagógico. Por meio dela, é possível unificar a base de escolas, alunos e gerar uma rede de instituições de ensino conectadas, com informações e dados.

Também do BH-TEC, a Ecovec trabalha no monitoramento do Aedes Aegypti por meio da captura das fêmeas e da virologia do mosquito. Com essa tecnologia, é possível predizer infestações e otimizar o controle de forma inteligente, reduzindo o uso de inseticidas e promovendo ações onde o mosquito realmente está.

O presidente da Prodabel, Leandro Garcia, ressalta que BH tem vocação para Smart City. “A cidade tem uma rede de fibra óptica sofisticada, com 700km de extensão, e que será expandida, por meio de um convênio com o MCTIC.” Outras ações para tornar BH uma smart city estão sendo tomadas, como a renovação da iluminação pública. As lâmpadas serão substituídas por LED, mais eficientes e econômicas.

#inovação#BH-TEC#SmartCityFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.