Notícias

< voltar
13/Jan/2017 - 09:29 - Atualizado em 13/Jan/2017 - 10:45

Estudantes criam game inspirados na cultura local de Montes Claros

Jogo promove a cultura local com conteúdo educativo em parceria com empresas locais


Por Redação

Jovens estudantes de Montes Claros criaram uma startup de desenvolvimento de aplicativos e jogos com foco no mercado local. Os estudantes da Unimontes e do Instituto Federal do Norte de Minas (IFNMG) se uniram e colocaram a empresa no mercado digital há pouco mais de dois anos.

A Maper Play, como é chamada, é formada por Ítalo Magalhães, de 20 anos, que cursa o 2º período do curso de Sistemas de Informação na Unimontes, e Paulo Márcio, de 21, que está no 4º período de Ciências da Computação (IFNMG).

A empresa ganhou destaque a partir de um game que viralizou durante as últimas eleições: o “Montes Claros Adventure”, que segundo os jovens não é apenas um jogo comercial. O game promove a cultura local com conteúdo educativo em parceria com empresas locais.

Dentro do jogo, o usuário controla o personagem Kato que tem como objetivo salvar a cidade de um ataque dos “Formigons”. Tudo foi criado sobre um roteiro, vinculado à jogabilidade de muno aberto dentro de um cenário virtual do município.

“O jogo é mais um aplicativo público que tem o objetivo de divulgar os nossos serviços, bem como as particularidades da cidade. A maioria dos projetos da startup é para B2B (empresas) e outros para (B2C) consumidor final”, explica Ítalo Magalhães.

Segundo os jovens, investir em gamificação é eficaz, pois traz a informação, gera emoção e também monetização. “Além disso, ela induz a competitividade sadia no usuário”, explicam. Sobre a exaltação da cultura local no game desenvolvido, os acadêmicos acrescentam que há previsão de expansão do negócio, como a opção de sugerir melhorias dentro do app.

O game está disponível para Android e pode ser baixado por aqui.

#games#Unimontes#IFNMGFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.