Notícias

< voltar
15/Nov/2018 - 08:00 - Atualizado em 14/Nov/2018 - 11:48

Estudantes criam plataforma de gestão patrimonial, qualidade e navegação indoor

Plataforma Tino, que atua como facilitadora na solução de problemas corriqueiros das instituições de ensino, foi apresentada no Finit Festival


Por Redação Belo Horizonte/MG
Grupo de jovens apresentou a plataforma Tino na Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop)
Crédito: Túlio Dias

Tino é uma ferramenta que aprimora o fluxo de trabalho dos funcionários e garante o zelo das dependências existentes dentro de universidades. A plataforma surgiu para melhorar a experiência e percepção de estudantes, professores e comunidade, criando um laço de cooperação e pertencimento entre as partes.

A Tino tem elementos de rede social inspirada nas metodologias de desenvolvimento ágil Kanban e Scrum e atua como facilitadora na solução de problemas corriqueiros existentes no dia a dia das instituições de ensino.

Jaqueline Faria de Oliveira, orientadora do projeto e professora do Uni-BH, explica que a ferramenta aborda a solução da comunicação entre os setores de Infraestrutura e informática, juntamente com os usuários da instituição, compreendendo a importância e a necessidade da existência de um meio para conversação.

“Com isso, foi possível desenvolver uma aplicação que fosse capaz de lidar com os problemas vigentes na instituição, facilitando não só a comunicação e a solução dos incidentes, como também proporcionando uma melhoria no atendimento para ambas as partes.”  

Segundo a orientadora, os setores de manutenção predial possuem um número finito de recursos, realizar verificações ativas para solucionar incidentes é uma tarefa pouco produtiva. Por outro lado, membros do corpo docente/discente têm dificuldade em identificar o setor responsável para solucionar uma demanda específica, tornando a experiência no campus, de uma forma geral, algo pouco agradável.

Como a Tino funciona?

Um incidente é reportado pelo solicitante por meio de uma Aplicação Web Progressiva, construída com foco na experiência do usuário final e na interação social entre os mesmos. Com o incidente registrado, o sistema de inteligência encaminhará para o setor responsável, que tomará as medidas necessárias para solucionar a ocorrência.

A interação dos setores de manutenção se dá pelo sistema web dotado de funções como: gerenciamento de chamados, organização do fluxo de trabalho e criação relatórios, que permite tomar decisões de negócio baseadas na relação de incidentes em determinados locais através do tempo.

“A ideia do projeto nasceu de uma necessidade real que identificamos no Unibh, como nosso grupo de amigos já tinha uma sinergia antes do Tino nascer, transformar essa equipe num grupo de trabalho foi um processo bem orgânico, onde cada um foi assumindo responsabilidades de acordo com suas aptidões”, afirma Luiz Henrique Cardoso, autor do projeto. 

A plataforma foi apresentada na última sexta-feira, dia 9, durante o FINIT Festival, Campus Party. O Programa Campus Future selecionou projetos universitários para apresentarem suas ideias na área de exposição da feira.

#unibh#tino#plataformadegestao#gestãopatrimonialFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.