Notícias

< voltar
16/Out/2018 - 08:02 - Atualizado em 16/Out/2018 - 10:29

Evento no Mineirão quer despertar o protagonismo em estudantes

“Crie o Impossível” vai receber 3 mil jovens de escolas públicas; colégios interessados podem se inscrever gratuitamente


Por Redação Belo Horizonte/MG

O Mineirão vai receber, no dia 20 de novembro, mais de 3 mil alunos do ensino médio da rede pública de ensino. A ONG Embaixadores de Minas, em conjunto com a Escola do Sebrae e o estádio, vai realizar o “Crie o Impossível”, evento que tem como objetivo despertar sonhos e abrir perspectivas a jovens estudantes.

Os participantes vão se inspirar em relatos dos palestrantes, que vão mostrar que é possível vencer barreiras e empreender a própria história. A programação traz nomes como o ex-catador de latinhas e fundador da JR Diesel, Geraldo Rufino; o cofundador da cervejaria Walls, José Felipe Carneiro; o triatleta Thiago Vinhal; o fundador da Mix Lanches, Frederico Amorim; o fundador da Vivaçúcar, Flávio Vinte; a cofundadora da ONG Embaixadores de Minas, Polyane Aparecida; e a empresária Sônia Maria da Costa, a “dona” Sônia, responsável pelo famoso tropeirão, do Mineirão, há mais de 30 anos.

Para a cofundadora do Embaixadores de Minas, Guilhermina Abreu, a proposta é fazer com que os jovens possam sonhar mais alto a partir de uma experiência marcante. Ludmila Ximenes, gerente de Relações Públicas Institucionais do Mineirão, acredita que o estádio vai ajudar a impactar os participantes.

“Sabemos que a magnitude do Mineirão torna os eventos grandiosos e que já existe um encantamento natural dos jovens pelo espaço. Tudo isso vai contribuir para que este dia seja, de fato, transformador na vida dos participantes”, ressaltou Ludmila.

Escolas interessadas em levar seus alunos podem se inscrever pelo site crieoimpossivel.com.br. As inscrições são gratuitas.

#empreendedorismo#educação#inovação#SebraeFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.