Notícias

< voltar
19/Set/2018 - 15:47 - Atualizado em 19/Set/2018 - 15:51

Fábrica de automóveis em MG investe em indústria 4.0 para melhorar produção

Fábrica da Fiat, em Betim, conta com mais de mil robôs e centros de pesquisa e desenvolvimento


Por Redação Belo Horizonte/MG
Realidade virtual permite a realização de testes no ambiente digital
Crédito: Fiat/Divulgação

Com mais de mil robôs atuando de maneira sincronizada, internet das coisas, big data, realidade virtual, exoesqueletos, entre outras ferramentas tecnológicas, a fábrica da Fiat, em Betim, já incorporou ao seu ambiente de produção vários aspectos da Indústria 4.0, a chamada quarta revolução industrial.

A empresa faz o uso da tecnologia para aprimorar a produtividade e a eficiência na fabricação de veículos. Uma das medidas da empresa foi desenvolver o laboratório Manufacturing 2020, composto por plataformas dedicadas ao experimento de novas tecnologias. Atualmente, a empresa conta com mais de 30 projetos em fase de implantação que surgiram no espaço.

Um dos projetos do laboratório é a manufatura aditiva, que utiliza uma impressora 3D para produzir pequenas engrenagens e peças a partir de diferentes materiais plásticos, derivados de nylon, policarbonato, ASA e ABS.

O laboratório possui uma sala de realidade virtual, que permite criar e testar processos no ambiente digital antes de construir as instalações físicas, evitando erros e reduzindo custos. Outra iniciativa é o Centro de Simulação de Dinâmica Veicular (SimCenter), que funciona como um simulador que reproduz os movimentos de um veículo real e até os sons do motor de um carro.

O Manufacturing 2020 abriga ainda o ICT Room, local onde são desenvolvidas soluções com Internet das Coisas (IoT). Várias delas, inclusive, já estão completamente integradas à rotina dos funcionários da fábrica. Braceletes conectados ao sistema de produção, por exemplo, permitem que operadores validem cada etapa do processo de montagem. Na logística, óculos de realidade aumentada indicam quais componentes devem ser selecionados e ordenados.

Exoesqueleto melhora desempenho e reduz desgaste físico dos funcionários
Crédito: Fiat/Divulgação

O ICT Room também desenvolve programas e aplicativos com foco na conectividade das pessoas. Um exemplo disso é o Taxi Program que no caso de uma falha operacional em um equipamento localiza e manda uma mensagem ao responsável mais próximo solicitando a manutenção. O FCA Xpert, outro aplicativo do projeto, funciona como um banco de dados para ajudar a identificar profissionais da empresa com competências específicas para participação em projetos.

A Fiat Betim é parte do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e é a maior fábrica de automóveis do mundo sob um mesmo teto, que, em seu auge, chegou a produzir 3 mil veículos por dia.

Veja abaixo o vídeo do exoesqueleto utilizado por funcionários na fábrica da Fiat em Betim:

#inovação#tecnologia#internetdascoisas#industria4.0#fiatchryslerFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.