Notícias

< voltar
12/Out/2018 - 07:00 - Atualizado em 11/Out/2018 - 13:52

Fundador da Amazon quer colonizar o espaço

Empresa Blue Origin, de Jeff Bezos, está construindo um módulo lunar e quer levar toda a indústria pesada mundial para a Lua


Por Redação Belo Horizonte/MG
Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, está investindo em colonização espacial através da Blue Origin

Parece que o espaço é uma obsessão para as grandes mentes da tecnologia mundial. A exemplo de Elon Musk, com seus projetos audaciosos com a SpaceX, Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, quer colonizar o espaço.

A Blue Origin, empresa de foguetes do empresário, anunciou que está pronta para lançar uma espaçonave para a Lua e colonizar o espaço. O projeto prevê a produção de um grande módulo lunar para fornecer acesso reutilizável à superfície da Lua.

O objetivo da empresa é pousar na Lua em cinco anos, mesmo que não tenha apresentado nenhum cronograma específico ou dado detalhes sobre a transição do projeto conceitual para as missões lunares.

A empresa de Bezos quer viabilizar um futuro no qual milhões de pessoas viverão e trabalharão no espaço. Para isso, o primeiro passo seria retornar à Lua, objetivo que será cumprido quando a empresa atingir o acesso reutilizável. A missão Blue Moon quer, também, buscar recursos lunares que possam ser extraídos e convertidos em combustível para foguetes.

"O futuro será melhor para nossos filhos - e para os filhos de nossos filhos - se usarmos o espaço para beneficiar a vida na Terra e permitir que milhões de pessoas vivam e trabalhem no espaço", escreveu a empresa sobre o futuro que imagina para a missão.

Bezos acredita este é o seu trabalho mais importante. "Vamos mover toda a indústria pesada para fora da Terra, e a Terra será zoneada para a indústria residencial e de luz. Será basicamente um planeta muito bonito”, explicou.

Leia também:

Observatório mineiro flagra foguete com Tesla de Musk

#tecnologia#ciência#Amazon#BlueOriginFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.