Notícias

< voltar
16/Dez/2016 - 00:00 - Atualizado em 19/Dez/2016 - 10:46

Gigantes da construção civil se unem e criam programa inédito de aceleração de startups

Criado em parceria com a aceleradora ACE, o WIP nasce com a missão de lançar soluções disruptivas a nível global


Por Redação

As construtoras Gerdau, InterCement, Tigre e Vedacit se unem a aceleradora ACE- eleita por três vezes consecutivas a melhor aceleradora da América Latina pelo LatAm Founders - para lançar um programa inédito no país, O WIP (Work in Progress). Junto à aceleradora nasce um objetivo ambicioso: encontrar soluções disruptivas que tragam às grandes cidades brasileiras melhor qualidade de vida, sustentabilidade e eficiência nas operações para os próximos anos.

De acordo com o fundador da ACE, Pedro Waengertner, existe uma demanda urgente e não atendida por maneiras disruptivas de urbanizar, seja pelo déficit habitacional, seja pela superpopulação em grandes centros. “Pelo porte do projeto e de seus apoiadores, o WIP já nasce com a missão de lançar soluções de nível global para estas questões, e estamos muito animados com a possibilidade de gerar um real impacto no PIB através da união de startups e grandes empresas. É um projeto ousado da ACE e de todos os parceiros, não apenas por unir gigantes de um único setor, mas principalmente pelo propósito", comenta.

A Universidade de Cambridge, Reino Unido, divulgou, recentemente, que em 2025 dois terços da população do planeta, aproximadamente 5,5 bilhões de pessoas, poderão ter dificuldades de acesso à água potável. E de acordo com a ONU, a área global construída será três vezes maior do que é hoje.

Foi a partir de projeções como estas que surgiu o WIP com o objetivo de iniciar o desenvolvimento da “Urbanização do Amanhã”. O programa quer ajudar a sociedade que está também em busca de gatilhos para um novo modelo urbano, mais inteligente, sustentável e conectado.

Para as startups, esta é uma oportunidade única de trabalhar lado a lado com estas grandes empresas e ter acesso aos mentores/executivos das empresas parceiras, aos mercados de atuação e ao expertise de aceleração da ACE.


Waengertner acredita que o programa irá impactar positivamente o ecossistema. “Fico feliz de saber que temos ao lado gigantes do mercado de construção, pois elas validam todos os dias as necessidades que convergirão em grandes soluções, sejam de logística, treinamento, casas e cidades inteligentes. Isso traz mais segurança a todos de que teremos grandes startups conosco em breve”, completa.

As startups interessadas podem se inscrever no site da ACE (goace.vc). As inscrições vão até 9 de janeiro.

Tese de aceleração

Foram determinadas quatro frentes que os empreendedores podem avaliar e se inscrever para o ingresso no programa:

• Ambiente Residencial
Preferencialmente soluções focadas em eficiência e monitoramento. No entanto, também são válidas soluções que tragam o aprofundamento de dados sobre o consumidor.

• Ambiente Industrial/Comercial
Projetos que otimizem informações sobre o consumo de insumos da Construção Civil, trazendo a inovação para dentro de plantas industriais.

• Inovação nos Serviços Externos
Soluções que impactem diretamente o trabalho de Incorporadoras e Construtoras e que gerem disrupção ambiente urbano tradicional, como ligadas à segurança, consumo, administração e que tragam qualidade à mão-de-obra do setor.

• Serviço de Valor Agregado
Soluções como produtos de crédito imobiliário, voltados a BI, à redução do déficit habitacional, e que permitam geração de valor adicional para os negócios das empresas parceiras do programa W.I.P., e que sejam próximas ao setor de Construção Civil.

*Com informações do Notícias do Dia

#startup#aceleração#investimento#construçãoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.