Notícias

< voltar
17/Nov/2017 - 00:00 - Atualizado em 11/Mai/2018 - 09:53

Hackathon para ajudar hospital de BH pode dar até R$ 100 mil a vencedor

104 Challenge Hospital da Baleia será no dia 18 de novembro, no café CentoeQuatro


Por Redação

Empreendedores e profissionais de diversas áreas de Belo Horizonte e região vão participar, no dia 18 de novembro, do 104 Challenge Hospital da Baleia, uma competição que visa aumentar as doações ao Hospital da Baleia, um dos principais de Minas Gerais.

Os participantes vão buscar soluções, individualmente ou em equipes de até 6 pessoas, para que o Hospital aumente a sua arrecadação e continue a oferecer serviços de qualidade para seus pacientes. Na primeira etapa foram selecionadas as melhores ideias que participarão do hackathon que acontece amanhã, no café CentoeQuatro. Durante o dia, os candidatos vão validar seus projetos, receber mentorias, prototipar e apresentar as ideias para uma banca de avaliação.

Serão distribuídos R$ 18 mil em prêmios para os três primeiros colocados da competição. Além disso, a equipe vencedora poderá receber a título de contrapartida financeira, o valor de até R$ 100 mil.

Hospital da Baleia

O Hospital da Baleia presta assistência médica e hospitalar para todo o estado de Minas Gerais. As equipes trabalham focadas no bem-estar de crianças, jovens e adultos em tratamento. Os serviços são pautados na humanização e na dignidade humana, o que torna o hospital uma referência no estado.

São cerca de 300 mil procedimentos ao ano. A maioria deles realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Como hospital geral, o Baleia realizou em 2016 cerca de 30 mil procedimentos quimioterápicos, 48 mil de hemodiálise e prestou mais de 170 mil atendimentos ambulatoriais.

O 104 Challenge Hospital da Baleia é uma iniciativa do CentroeQuatro e do Hospital da Baleia, contando ainda com o patrocínio do BMG e a parceria da Sedectes.

#hackathon#competição#HospitaldaBaleiaFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.