Notícias

< voltar
15/Jan/2019 - 10:44 - Atualizado em 15/Jan/2019 - 11:39

Humano extraterrestre: startup quer enviar grávida para dar à luz no espaço

Missão faz parte de programa da SpaceLife, que quer entender melhor a reprodução fora da Terra


Por Redação Belo Horizonte/MG

A startup holandesa SpaceLife anunciou seu ambicioso Programa de Missões 2020-2024, que tem a finalidade de aprimorar o conhecimento humano sobre a reprodução no espaço. A ideia é realizar uma série de estudos que, segundo a startup, são vitais para que a humanidade possa se tornar interplanetária.

A série de missões inclui, por exemplo, o plano de enviar células de reprodução humana para o espaço e desenvolver uma incubadora de embriões no espaço capaz de fertilizar e desenvolver embriões fora da Terra. Dessa forma, a startup pretende dar à humanidade um “plano B” caso alguma catástrofe ocorra em nosso planeta.

Mas a missão mais ousada do programa consiste em enviar uma grávida para o espaço, de maneira voluntária, acompanhada de uma equipe médica, para que ela dê à luz a bordo de uma espaçonave.

A missão, que teria duração de 24 a 36 horas, deve enfrentar alguns desafios. A própria execução requer muita cautela, uma vez que administrar equipamentos cirúrgicos e  medicamentos em gravidade zero não deve ser uma tarefa fácil. Além disso, existem questões éticas e jurídicas com as quais a startup terá que lidar por causa da segurança da mãe e do bebê.

Mesmo assim, a equipe da SpaceLife reitera que esses desafios terão que ser superados caso a humanidade queira continuar avançando na exploração espacial.

E você, o que acha dessa ideia? Deixe sua opinião!

#pesquisa#startupFavoritar

Fonte: Galileu

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.