Notícias

< voltar
18/Dez/2018 - 08:01 - Atualizado em 17/Dez/2018 - 16:32

Inova Prodemge reúne grandes empresas para debater estratégias de inovação

Encontro contou com representantes da Cemig, VLI, Stefanini, Soluções Usiminas e do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão


Por Renato Carvalho/SIMI Belo Horizonte/MG
Participantes apresentaram práticas de inovação em suas empresas e trocaram experiências
Crédito: Renato Carvaho/SIMI

Começou nesta segunda-feira, dia 17, a 1ª Semana de Inovação da Prodemge, a Inova Prodemge. A abertura do evento foi realizada no auditório JK da Cidade Administrativa e contou com um painel Planejamento de estratégia x Cultura de Inovação em Grandes Instituições.

O evento tem como objetivo trocar experiências entre os agentes participantes para o crescimento mútuo. Segundo Janaína Araújo, da Gestão de Inovação da Prodemge, o tema do painel é um grande desafio na Prodemge e “em outras empresas também, acredito”, disse.

Para desenvolver o assunto, estiveram presentes, além de Janaína, João Luiz Barbosa, superintendente de TI da Cemig; Daniel Novo, gerente-geral administrativo e financeiro na VLI Logística; Danilo Vianna, agile coach na Stefanini; Rafael Ribeiro, corporate venturing na Soluções Usiminas; e Marcos Ricardo dos Santos, gerente de projetos em inovação do setor público, do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Os participantes compartilharam suas visões e também destacaram como cada empresa atua com relação à inovação. João Luiz Barbosa destacou o setor de energia pouco mudou nos últimos séculos e, por isso, o DNA de quem trabalha na área é um pouco avesso à inovação e mais preocupado apenas com a distribuição. “Um dos nossos grandes desafios é inovar para transformar a experiência dos clientes, que lembram da Cemig apenas em momentos ruins, como cortes e quedas de energia”, disse. Para ele, é preciso estar sempre a um passo à frente dos clientes para entender o que eles precisam.

Daniel Novo reforçou que na VLI há um trabalho para a mudança de mindset para a inovação internamente, fomentando o intraempreendedorismo. Já Rafael Ribeiro comparou a inovação na Soluções Usiminas a uma startup. “Testamos várias hipóteses e, para isso, fazemos capacitações internas sobre inovação”, contou.

Pelo lado da Stefanini, uma empresa já consolidada no setor de inovação, Danilo destacou três pilares da empresa: entender que a tecnologia é barata e isso não faz com que as empresas sejam diferentes, já que “as pessoas que inovam e fazem a diferença”; construir um ecossistema maior com startups, parceiros, academias que conseguem trazer um corpo de soluções para impactar clientes; e entender o ecossistema dos clientes, criando conexões.

No setor público, Marcos Ribeiro aponta que o foco do Ministério do Planejamento para a inovação é deixar os serviços públicos mais rápidos e eficientes para os cidadãos. “Se os governos não se tornarem digitais e mais próximos, ficarão irrelevantes. Temos que buscar a simplificação e reduzir burocracias. Nossa meta é transformar o Brasil em 100% digital”, disse.

Agricultura 4.0

Também como parte da Inova Prodemge, no dia 20, quinta-feira, haverá a mesa-redonda Agricultura 4.0 - O Mundo Digital revoluciona o campo. Para mais informações, acesse aqui.

#inovação#tecnologia#ecossistema#intraempreendedorismoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.