Notícias

< voltar
29/Jun/2020 - 12:20 - Atualizado em 30/Jun/2020 - 11:07

Já pensou em ter a sua startup de Edtech reconhecida como uma das mais promissoras do planeta?

Descubra o que é necessário para se inscrever na maior competição de Edtechs do mundo, contribuir com a educação mineira e ainda concorrer a U$100 mil.


Por HUB MG e DICE - Diretoria de Indústria Criativa e Formação Empreendedora Minas Gerais
Crédito: Divulgação GESAwards

Os impactos da pandemia de Covid-19 na educação mundial trouxeram ainda mais urgência para a pauta de evasão escolar. Em 2018, 82 mil alunos abandonaram a escola em Minas Gerais, sendo 75% destes do ensino médio. Em combate a esse cenário, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), por meio do Hub MG, e em parceria com a Secretaria de Educação (SEE), pretende identificar soluções tecnológicas capazes de diminuir a evasão de alunos do ensino médio em Minas Gerais. 

Minas Gerais foi selecionado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Fundação Lemann e Imaginable Future para representar as Américas no Global EdTech Startup Awards (GESAwards), organizado pela aceleradora israelense MindCET, e considerado a maior competição de startups com foco em educação do mundo. A solução vencedora será acompanhada pelo Hub MG, MindCET e receberá um prêmio em dinheiro de U$ 100 mil dólares.

As melhores startups terão exposição global no ecossistema EdTech, relações públicas valiosas, orientação, prêmios em dinheiro e oportunidades de desenvolvimento de negócios. Os finalistas receberão, ainda, um convite exclusivo para um Bootcamp de dois dias em Londres. As inscrições são feitas em inglês e estão abertas pelo site: https://bit.ly/InscriçõesEvasaoEscolarMineira

A inscrição

Para se inscrever, a startup precisa preencher suas informações básicas, modelo de negócio, público alvo, estágio do produto, receita anual, fase de financiamento e qual sua proposta de solução para o problema. O prazo para envio de candidaturas vai até o dia 30 de agosto, com a seleção de semifinalistas em setembro e a apresentação destes em novembro, em Minas Gerais. A final da competição está mantida para janeiro de 2021.

A solução será julgada de acordo com os seguintes critérios: Abordar um ponto de dor claro, relevante para o mercado; fornecer uma abordagem pedagógica inovadora; fornecer uma excelente experiência ao usuário; mostrar potencial de crescimento em sua base de usuários; e operar no contexto de um modelo de negócios sustentável.

Em 2019, mais de 3,5 mil startups de EdTech de mais de 80 países em 6 continentes se inscreveram na competição. Para 2020, poderão se inscrever startups com soluções tecnológicas que atendam aos seguintes desafios: That’s Geography; Let’s Talk Data; School Dropouts; R&D Innovatin, Learn & Connect e Human-Machine Pedagogy

#educação##inovacao#hubmgFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.