Notícias

< voltar
05/Jun/2018 - 11:40 - Atualizado em 05/Jun/2018 - 11:58

Mineiros desenvolvem estacionamento que gera energia para carros elétricos

Projeto da CSEM Brasil visa produzir energia solar de baixo custo e com a menor pegada de carbono possível


Por Redação Belo Horizonte/MG
Projeto foi desenvolvido com painéis solares orgânicos, produzidos com materiais orgânicos a baixas temperaturas
Crédito: CSEM Brasil/Divulgação

Os carros elétricos estão cada vez mais presentes no trânsito, principalmente nas grandes cidades. De acordo com o Centro de Pesquisa em Energia Solar e Hidrogênio de Baden-Württemberg (ZSW), na Alemanha, no início de 2018 a frota a mundial chegou a 3,2 milhões de veículos, atingindo um crescimento de 55% em relação ao mesmo período do ano anterior.

No entanto, a baixa disponibilidade de pontos de recargas é uma das principais lacunas do setor. Diante do problema, uma startup mineira está apostando em uma solução que une sustentabilidade e praticidade: a CSEM Brasil criou um estacionamento capaz de gerar energia.

O projeto “Carport” é fruto de uma com a multinacional de energia AES e visa produzir energia solar de baixo custo e com a menor pegada de carbono possível. A ideia é garantir que a energia utilizada em veículos elétricos não seja gerada a partir de fontes que geram impactos nocivos ao meio ambiente, como termelétricas, por exemplo.

Além disso, a CSEM Brasil aposta em painéis solares orgânicos, ao contrário do estacionamentos solares disponíveis atualmente que utilizam a tecnologia tradicional. De acordo com os desenvolvedores, os painéis orgânicos são mais leves e flexíveis, trazendo mais praticidade, menor custo e mais possibilidades de design para o produto.

A meta da startup é disponibilizar um produto prático e barato, que possa ser comprado pelos usuários em lojas de departamento, assim como uma piscina montável, por exemplo, e levado para ser instalado em casa.

#inovação#sustentabilidade#startup#CSEMFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.