Notícias

< voltar
24/Jul/2018 - 08:00 - Atualizado em 23/Jul/2018 - 18:30

Núcleo de Empreendedorismo Juvenil chega a Montes Claros e a Belo Oriente

Projeto do Sebrae oferece formação empreendedora para jovens da rede pública


Por Redação Belo Horizonte/MG

Duas cidades mineiras vão ganhar novas unidades do Núcleo de Empreendedorismo Juvenil (EFG NEJ) do Sebrae. Montes Claros, no Norte de Minas, e Belo Oriente, no Vale do Aço, receberão, em agosto, o projeto que oferece formação empreendedora, por meio do curso técnico em Administração, gratuito para jovens da rede pública de ensino.

Em Montes Claros, o curso funcionará na Fundação Educacional Montes Claros (FEMC), e é uma parceria entre a Fundação, o Sebrae e a empresa Novo Nordisk. A aula inaugural será realizada no dia 6 de agosto e a primeira turma terá 30 alunos. “O NEJ é um projeto de extrema importância na medida em que oferece oportunidade para jovens em situação de risco social de se desenvolverem profissional e pessoalmente”, destaca o gerente da regional Norte do Sebrae MG, Cláudio Oliveira.

Já em Belo Oriente, o projeto será realizado na Escola Municipal Francisco Gonçalves, pelo Sebrae, em parceria com a Cenibra e a União Brasileira de Educação Católica (UBEC). As primeiras turmas contemplarão 80 alunos e a previsão é que a aula inaugural seja realizada no dia 13 de agosto. “Sabemos que o NEJ terá um impacto muito positivo para os alunos e para o desenvolvimento da região. Seja para abrir uma empresa, seja para ingressar no mercado, o NEJ forma o aluno para se tornar um protagonista”, ressalta o gerente da regional Rio Doce e Vale do Aço, Fabrício Fernandes.

Para ingressar nos cursos, os jovens precisam estar cursando o 3º ano ou ter concluído o ensino médio na rede pública de ensino, idade entre 16 e 24 anos e serem aprovados no processo seletivo.

#empreendedorismo#Sebrae#negócios#administraçãoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.