Notícias

< voltar
22/Ago/2016 - 11:15

Projeto de brasileira que ajuda quem tem intolerância à lactose é finalista em feira do Google

Estudante de 16 anos desenvolveu, a baixo custo, cápsulas com enzimas que neutralizam a lactose no leite


Por Redação
Maria Vitória Valoto, representante do Brasil na Science Fair
Credito: Divulgação

A estudante brasileira Maria Vitória Valoto, de 16 anos, está representando o Brasil na etapa final da feira de ciências do Google, a Science Fair. A jovem, que criou um projeto para ajudar pessoas com intolerância à lactose, está concorrendo com outras 15 propostas de diferentes lugares do mundo. O projeto desenvolvido pela estudante consiste em cápsulas de enzimas, que ao adicionadas no leite, neutralizam a lactose.

As cápsulas funcionam tanto a temperatura da geladeira quanto a 37º e servem para leites integral e com baixo teor de gordura. Elas podem ser reutilizadas para neutralizar as enzimas da lactose por até sete dias. “Desenvolvendo esta alternativa conseguiríamos chegar a um produto prático, de aplicação direta no leite, onde o consumidor poderia modificar um leite comum para um leite sem lactose dentro da sua própria casa”, diz a explicação do projeto no site da feira.

Outro ponto de destaque no projeto é o baixo custo de cada cápsula comparado ao preço dos alimentos sem lactose existentes no mercado ou a produtos farmacêuticos com proposta similar. “Cada cápsula comercial custará em torno de R$ 0,01 centavo. Se pensarmos em uma família que consome 1 litro de leite sem lactose por dia, e que o custo desse leite é o dobro do preço comum, utilizando um sachê com 50 cápsulas, em um ano, essa família economizaria em torno de R$ 700,00”, consta na apresentação.

Foram realizados diversos testes nos laboratórios da Universidade Norte do Paraná, em Londrina. “Em 200 mL de leite, um sache com 50 cápsulas, hidrolisou 100% da lactose em 2 horas e 30 minutos. Os resultados obtidos foram os mesmos no leite integral e no leite desnatado, demonstrando que a gordura presente no leite não afeta a atividade enzimática das cápsulas”, consta na descrição de resultados do projeto.

Saiba mais sobre o projeto.

#inovação#google#lactose#ScienceFair#leiteFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.