Notícias

< voltar
14/Mar/2018 - 11:17 - Atualizado em 14/Mar/2018 - 16:53

Proposta de marketplace vegano vence o AGITA Vale do Aço

Programa é uma iniciativa da Escola do Sebrae e concedeu R$ 55 mil em prêmios


Por Redação

A primeira edição do programa AGITA Vale do Aço, uma iniciativa da Escola do Sebrae, conheceu seus vencedores. A startup Veguiando garantiu o primeiro lugar com a proposta de se tornar um marketplace vegano com foco nos pequenos produtores.

A equipe, formada por Elton Rodrigues, Vinícius Colombini e Marcela Pena, nasceu durante o Startup Weekend Vale do Aço, em 2017, evento que já mostrou seu potencial alcançando o 2º lugar. A plataforma pretende reunir um grande número e variedade de produtos veganos para os usuários.

“No Brasil, são 5 milhões de veganos, além das pessoas que deixam de comer carne por algum motivo e são potenciais consumidores de produtos veganos. Para essas pessoas, é muito difícil encontrar os produtos para consumo”, explica o desenvolvedor Elton Rodrigues. “Nossa proposta é ser um shopping vegano de roupas, calçados, cosméticos, alimentos etc”, resume.

As startups vencedoras do programa receberam premiações nos valores de R$ 30 mil, R$ 15 mil e R$ 10 mil para utilizarem em soluções do programa Sebraetec, do Sebrae Minas.

O segundo lugar do AGITA Vale do Aço ficou com a startup Influenzer, que tem como objetivo aumentar a interação e o engajamento das empresas com os clientes nas redes sociais.

A startup Usivox ficou em terceiro lugar e tem foco em ambientes industriais com elevados níveis de ruído. A empresa desenvolveu um algoritmo capaz de suprimir o ruído industrial e detectar erros em linhas de inspeção da laminação a frio. “O sistema é capaz de acionar a equipe de manutenção em tempo real, já informando o local exato da fonte geradora do defeito”, explica o diretor-executivo Tiago Bicalho.

#empreendedorismo#inovação#Sebrae#startups#negóciosFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.