Notícias

< voltar
31/Jan/2018 - 15:50 - Atualizado em 31/Jan/2018 - 18:35

Saiba como ficar seguro virtualmente em tempos de e-commerce e  IoT

Tema foi abordado durante a 11ª edição da Campus Party Brasil


Por Pedro Matos/SIMI

Crédito: Pedro Matos/SIMI

A quantidade de informações disponíveis na rede tem aumentado consideravelmente nos últimos anos. Computadores, smartphones, smart TVs e relógios são alguns exemplos de dispositivos que estão conectados à internet trocando informações a todo momento. Consequentemente, uma preocupação tem crescido entre as pessoas e empresas: como garantir a segurança das informações?

Essa questão foi abordada durante a Campus Party Brasil, que acontece nesta semana em São Paulo. Segundo o gestor de segurança da informação do Sebrae nacional, Alcyon Junior, o perfil dos hackers tem se alterado com as novas possibilidades. “O hacker busca uma coisa: o dinheiro. Por isso, a tendência é que o foco de ataques sejam empresas e instituições”, explica Junior.

Com a expansão de serviços de e-commerce, por exemplo, é cada vez mais comum que pequenas empresas tenham acesso a dados pessoais e bancários de diversas pessoas. Proteger esses bancos de dados nem sempre é financeiramente viável, por isso, soluções com custos reduzidos estão ganhando força entre pequenos empresários. “O que se faz atualmente é contratar a segurança como um serviço. As empresas têm priorizado sites que já têm esse serviço de segurança. Dessa maneira fica mais viável proteger as informações e isso garante que o pequeno empreendedor se firme no mercado” explica o consultor do Sebrae.

Outro ponto de atenção é a utilização de dispositivos IoT para vazamento de informações. Junior explica que a redução do tamanho pode afetar a capacidade de computação desses dispositivos, o que dificulta a instalação de ferramentas de proteção. “O que se trabalha atualmente é a criação de ‘barreiras’ como anti-DDOS e anti-malwares que tragam segurança antes da informação chegar ao dispositivo.”

Confira abaixo algumas dicas do consultor para que você possa se proteger.

  • Mantenha seu sistema operacional atualizado
  • Compre e instale um antivírus de qualidade e mantenha-o atualizado
  • Não instale qualquer programa sem garantir a procedência
  • Evite utilizar a mesma senha para diferentes sites e não use combinações dedutíveis, como data de aniversário ou nome da mãe, por exemplo
  • Não compre em sites em que você não confia. Pesquise em páginas, como o Reclame Aqui, antes de fechar uma compra ou se cadastrar em um site
  • Evite se expor em excesso em redes sociais. Ataques também são feitos com base em informações do dia a dia
  • Sempre altere a senha padrão de dispositivos conectados. Manter a senha de fábrica de uma câmera web, por exemplo, pode te tornar vulnerável a um hacker que identifique esse equipamento

#tecnologia#campusparty#segurança#proteçãoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.