Notícias

< voltar
18/Jan/2019 - 10:00 - Atualizado em 18/Jan/2019 - 10:06

Sebrae Minas lança programa Indústria Mais Avançada

Programa vai beneficiar mais de 200 pequenos negócios do estado com soluções digitais, aumentando a produtividade


Por Redação Belo Horizonte/MG
Crédito: Pixabay

O Sebrae Minas, em parceria com o Senai-MG, acaba de lançar o programa Indústria Mais Avançada. A iniciativa surge para tornar os modelos convencionais de produção industrial mais eficientes, com a ajuda das tecnologias digitais. O programa, que será será implementado a partir de fevereiro, visa beneficiar, até 2020, cerca de 200 indústrias de micro e pequeno porte do estado.

Com soluções tecnológicas que vão permitir otimizar processos, reduzir o desperdício e melhorar a produtividade do segmento, a iniciativa faz parte do Programa Brasil + Produtivo, desenvolvido pelo Ministério da Indústria e Comércio (MDIC). O Sebrae Minas vai destinar R$ 2,8 milhões para atendimento a até 221 pequenas indústrias dos segmentos de alimentos e bebidas, metal mecânico, confecção e calçados e móveis no estado de Minas Gerais. De acordo com o Sebrae, serão investidos R$ 12,7 mil em cada empresa, sendo 70% do valor subsidiado pela instituição.

Um estudo realizado pela CNI – Confederação Nacional da Indústria aponta que, para 66% das indústrias brasileiras, o custo de implantação é a principal barreira interna à adoção de tecnologias digitais.

“O Sebrae está investindo para que as pequenas indústrias tenham acesso facilitado às tecnologias digitais e possam se inserir no contexto da 4ª Revolução Industrial. Essas tecnologias vão possibilitar que elas se tornem mais conectadas, dinâmicas e competitivas, sintonizadas ao movimento da Indústria 4.0”, explica Márcia Valéria Machado, gerente de Indústria do Sebrae Minas.

Programa terá duração de três meses

Durante três meses, os negócios vão receber 120 horas de consultorias e treinamentos, que serão realizados pelo Senai-MG. Após a capacitação, o empresário poderá acompanhar o desempenho de seu parque industrial, por meio de tecnologias que vão permitir a coleta e análise automatizada de dados estratégicos para a tomada de decisões sobre a produção.

Inteligência de dados

A tecnologia de inteligência de dados, que será destinada às pequenas indústrias mineiras, por meio do Programa Indústria + Avançada, representa uma importante inovação para a maioria das empresas do segmento. Ela é composta de um dispositivo de IoT  (internet das coisas), que será acoplado nas máquinas industriais. A partir dele, as empresas poderão monitorar o desempenho das máquinas e equipamentos, possibilitando a utilização de dados para a melhoria do processo produtivo.

Segundo o Sebrae, instituição responsável pela aplicação da tecnologia, esse dispositivo de IoT embarcado no equipamento será conectado a uma plataforma de gestão de dados, que permitirá a análise da performance de máquinas e equipamentos, monitorando intermitências, períodos de pico e ociosidade.

Ricardo Aloysio, gerente de tecnologia e educação para a Indústria do Senai-MG, explica que objetivo é coletar, entender e utilizar esses dados e informações das máquinas para um monitoramento em tempo real dos parâmetros de processo, “permitindo um maior controle, melhoria contínua, redução de desperdícios e um aumento da produtividade das empresas.”

#sebraeminas#IndústriaMaisAvançadaFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.