Notícias

< voltar
30/Jul/2018 - 08:00 - Atualizado em 27/Jul/2018 - 16:25

Sebrae oferece dicas gratuitas online para empreender na área de alimentação

Em agosto, programação do Calendário Temático inclui webinars com empresários e especialistas deste mercado


Por Redação Belo Horizonte/MG

O mercado de alimentação não para de crescer. Em Minas Gerais, aproximadamente 132 mil pequenos negócios que optam pelo Simples Nacional apostam no setor de serviços de alimentação fora do lar, segundo dados da Receita Federal.

Diante desse mercado, o Sebrae Minas vai promover, em agosto, o Calendário Temático com uma programação recheada de capacitações voltadas para o setor de alimentação.

As capacitações serão oferecidas pelas mídias sociais e pelo site do Sebrae Minas. O blog institucional também divulgará material gratuito e haverá atividades presenciais espalhadas por todo o estado.

Durante o mês, os interessados também poderão fazer download de cartilhas e e-books sobre temas como Dicas para negócios de alimentação; Padaria - Fatores-chave de sucesso na panificação; e Gestão e gerenciamento de resíduos para food trucks, quiosques, bares e restaurantes.

Confira a programação gratuita e inscreva-se: www.sebrae.com.br/minasgerais.

Programação

No dia 2 de agosto, quinta-feira, às 9h, os empreendedores poderão assistir ao vivo pelo YouTube do Sebrae Minas uma entrevista online com os empresários Eduardo Pimentel e Fernanda Abdallah, do Restaurante Feijão Maletta.

Já no dia 14, será divulgado o vídeo exclusivo da palestra Tudo sobre negócios de alimentação, com a diretora do Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos & Bebidas, Regina Lúcia Sugayama.

No dia 23 será publicada, no blog do Sebrae Minas, uma entrevista com a especialista do Sebrae Minas Simone Lopes, que dará várias dicas de gestão para os negócios do segmento.

#empreendedorismo#Sebrae#negócios#alimentaçãoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.