Notícias

< voltar
22/Fev/2019 - 08:01 - Atualizado em 20/Fev/2019 - 16:28

Serviço gratuito do Sebrae ajuda na gestão de pequenos negócios

Sebrae na sua Empresa presta atendimento individualizado, elaborando um diagnóstico de gestão básica e oferecendo soluções para melhoria de MPEs e M


Por Redação Belo Horizonte/MG
Programa conta com 175 atendentes em todo o estado
Crédito: Pixabay

O Sebrae Minas, já há cinco anos, atua auxiliando microempreendedores individuais e micro e pequenas empresas a se desenvolverem. O programa Sebrae Na Sua Empresa é gratuito, já atendeu 326 mil pequenos negócios mineiros e tem como proposta auxiliar nas principais dificuldades de gestão de negócios.

O Sebrae na sua Empresa conta com 175 atendentes espalhados pelas nove regionais do estado. Um agente do Sebrae visita cada empresa e aplica um diagnóstico de gestão básica, que abrange questões de mercado, finanças, inovação e pessoas. Depois, ele sugere soluções para melhoria do negócio.

Esse atendimento individualizado é dedicado aos empreendedores que não buscam o Sebrae e suas soluções por dificuldades diversas. “Foi constatado que muitos empreendedores não nos procuravam por desconhecer os serviços oferecidos. Outra razão era a dificuldade que eles têm para se ausentar de suas empresas, sobretudo os que são MEI”, explica Any Myuki, analista do Sebrae Minas.

Para 2019 a previsão é que o serviço atenda mais 69 mil micro e pequenas empresas (MPE) e microempreendedores individuais (MEI) em todo o estado. “Para este ano, a novidade será a abordagem de teorias e práticas de estratégias digitais que ampliem a visibilidade e aumentem a competitividade dos pequenos negócios”, conta a analista.

Os interessados em receber a visita do Sebrae Minas poderão solicitar o atendimento gratuito pelo 0800 570 800.

#Sebrae#negócios#empresas#gestão#MPEs#MEI#empeendedorismoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.