Notícias

< voltar
05/Nov/2018 - 10:33 - Atualizado em 05/Nov/2018 - 11:17

Startup da Funed é selecionada para programa de aceleração

CELLtype, que avalia tumores e indica o melhor tratamento para cada caso, vai participar do Artemisia Lab


Por Redação Belo Horizonte/MG
Crédito: Funed/Divulgação 

A CELLtype, startup da Fundação Ezequiel Dias (Funed), foi selecionada para participar do programa de aceleração Artemisia Lab, voltado para negócios que envolvem a superação de desafios na área da saúde pública.

O Artemisia Lab terá duração de seis semanas, com workshops presenciais e webinares temáticos. A equipe da startup, formada pelos pesquisadores Aline Brito de Lima e Milene Pereira Moreira, Marcelo Rocha no setor de bioinformática e Norival Lima na área de gestão, espera amadurecer o negócio e ampliar as redes de contato.

A empresa trabalha com marcadores celulares para determinar a identidade dos tumores humano para, então, indicar o melhor tratamento. Segundo a pesquisadora do Serviço de Biologia Celular (SBC), de onde nasceu o projeto da startup, a intenção é desenvolver um kit que permita direcionar a escolha do tratamento quimioterápico mais adequado, levando em consideração o perfil das populações celulares que compõem o tumor de cada paciente.

“O kit de previsão de quimioterapia está em estágio de desenvolvimento, sendo inicialmente testado para câncer de mama. Estudos do nosso grupo identificaram tipos celulares que respondem de maneira distinta aos quimioterápicos. A maior ou menor presença desses tipos celulares no tumor pode atribuir característica sensível ou resistente e é esta informação que desejamos transformar em um exame que possa direcionar a escolha da quimioterapia adequada”, explica a pesquisadora.

Luciana esclarece, ainda, que estes resultados foram obtidos em modelos in vitro e que agora o grupo precisa validar esta informação em um estudo com amostras clínicas.

Mestrado da Funed

Em 2019, a Funed vai oferecer o curso de mestrado profissional em Biotecnologia. A oferta foi aprovada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação (MEC), responsável pela expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todo o país.

O mestrado em Biotecnologia da Funed tem como área de concentração a Biotecnologia em Saúde, com duas linhas de pesquisa: Bioensaios e Métodos de Diagnóstico, e Bioprodutos. O edital do primeiro processo seletivo será publicado em breve. A ideia é selecionar anualmente cerca de 20 alunos, que deverão passar por processo seletivo em ampla concorrência. Saiba mais.

#Funed#inovação#startup#saúde#negócios#aceleraçãoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.