Notícias

< voltar
22/Mar/2018 - 07:00 - Atualizado em 21/Mar/2018 - 16:50

Startup mineira de agronegócio participa de Fórum Econômico Mundial

Para o Banco Mundial, o modelo de negócio da Nagro está moldando o futuro da América Latina


Por Redação
Cliente da Nagro avaliando os frutos do trabalho
Crédito: Reprodução/Facebook

A startup Nagro, especializada em crédito para o agronegócio, foi selecionada pelo Banco Mundial como um dos empreendimentos que está moldando o futuro da América Latina. Com isso, a startup brasileira que conecta o produtor rural com as melhores fontes de crédito para o seu negócio participou pela primeira vez, no Fórum Econômico Mundial, realizado no mês de março, em São Paulo.

Cinquenta startups de diversos países da América Latina, como Argentina, Brasil, Uruguai e Colômbia participaram do Fórum. Segundo informações do mercado, as selecionadas já captaram mais de US$ 1 bilhão. A Nagro é uma das poucas empresas participantes que ainda não recebeu investimentos. “Iniciamos conversas com alguns investidores. Em breve, devemos ter novidades”, adianta o CEO da Nagro, Gustavo Alves.

A participação da startup mineira no fórum foi bastante comemorada pelo CEO. “Tivemos a oportunidade de conversar sobre desafios e oportunidades do setor com uma ampla rede composta por investidores e líderes empresariais de todo o mundo e também de participar de um programa especial de mentoria e troca de experiências”, destaca Alves.

Impulsionando o agronegócio

Criada em 2015, a Nagro tem como objetivo principal devolver a rentabilidade ao produtor rural através do crédito. Por meio da plataforma online (www.nagro.com.br), os produtores rurais se conectam com as melhores fontes de crédito para o seu negócio, de acordo com o perfil e a demanda.

Empresas como Nubank, GuiaBolso, Créditas, Geru, Agrosmart, CargoX, Contabilizei, Gympass, Quero Quitar e Tera também participaram do evento.




#startup#agronegócio#nagro#fórummundialeconômico#bancomundialFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.