Notícias

< voltar
14/Jun/2018 - 09:10 - Atualizado em 14/Jun/2018 - 09:20

Startup mineira evita emissão de 4,8 mil toneladas de CO2 na atmosfera

Zumpy, uma das maiores plataformas de carona solidária do Brasil, deu um salto de inovação com apoio do Sebrae


Por Redação Belo Horizonte/MG

O arquiteto urbanista André Andrade, de 40 anos, há pouco mais de três anos teve uma ideia que contribuiu para evitar que quase 5 mil toneladas de CO2 fossem emitidos na atmosfera. Depois de perceber que tanto ele quanto sua vizinha iam de carro para o trabalho, e tinham trajetos compatíveis, André percebeu que milhares de pessoas poderiam compartilhar seus carros, reduzindo o número de veículos em centros urbanos.

A partir daí surgiu a Zumpy, que hoje é uma das maiores plataformas de caronas solidárias do Brasil. A empresa conta com 120 mil usuários cadastrados em 1,8 mil municípios brasileiros. Desde 2015, mais de 470 mil caronas foram realizadas, evitando uma emissão de mais de 4,8 toneladas de CO2 na atmosfera.

A empresa opera com cinco profissionais totalmente dedicados ao projeto e outras duas pessoas que trabalham remotamente. Segundo o fundador, a startup pensa em internacionalizar sua plataforma ainda em 2018.

O crescimento rápido da startup tem explicação. “Há três anos participamos de um curso de inovação e empreendedorismo promovido pela Universidade de Stanford, com o apoio do Sebrae Minas, da Fumsoft e do BDMG. Nosso projeto foi um dos selecionados e recebemos R$ 90 mil para acelerar a plataforma”, conta o empresário.

Inovações

A plataforma surgiu em 2015 e, de lá para cá, já foram lançadas três versões. A maior mudança foi quando o modelo de negócio foi reformulado com apoio do Sebrae Minas. “Melhoramos muito a interface do aplicativo original”, diz André. A startup participou do programa de consultoria tecnológica da instituição, o Sebraetec, para aprimorar a solução e construir a estratégia de marca do negócio.

Já no final do ano passado, a empresa deu um novo salto. “Lançamos uma terceira versão do aplicativo, que permite o compartilhamento de despesas do transporte”, informa o empresário. Os usuários podem dividir os custos da carona. O pagamento é feito por meio de cartão de crédito, no próprio aplicativo. Os créditos obtidos com as caronas podem ser utilizados na compra de combustível e até para pagar o IPVA.

#inovação#tecnologia#sustentabilidade#startupFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.