Notícias

< voltar
28/Jan/2019 - 14:00 - Atualizado em 12/Fev/2019 - 13:44

Startups e grandes empresas: Brumadinho precisa de vocês

Empreendedores de BH buscam empresas que tenham drones/balões de monitoramento, mapeamento de satélite, entre outras tecnologias. Participe!


Por Paula Isis/SIMI Belo Horizonte/MG
Crédito: Veja/Reprodução

No sábado, 26 de janeiro, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), ligada ao Ministério da Economia, divulgou uma nota buscando auxílio de startups para ajudar Brumadinho (MG), onde uma barragem da Vale se rompeu atingindo centenas de pessoas. A ABDI pede que empreendedores ajudem compartilhando tecnologias de reconhecimento facial, drones, balões e até mesmo, com logística para gerenciar alimentos e doações.

A partir deste comunicado, um grupo de empreendedores voluntários de Belo Horizonte, intitulado Task Force, criou uma ação via redes sociais para que empresas e startups que tenham soluções tecnológicas se cadastrem para ajudar nas busca das vítimas. 
Em um dos formulários disponibilizados pela plataforma do Google, existe um alerta sobre a iniciativa não ser relacionada à mineradora responsável. “ATENÇÃO: A Vale não criou nem participa de iniciativas de Crowdfunding relacionadas ao acontecimento em Brumadinho!”.

A ação comunitária pede que todos que ingressarem no grupo do Whatsapp preencham seus dados neste formulário. Após o preenchimento dos dados, procure entrar em um dos grupos abaixo de acordo com sua intenção ou capacidade de atuação:

Gerentes de Projeto (para ajudar a organizar times e squads)

Drones e balões de monitoramento

Mapeamento por satélite e fotografias de grande espectro

IA, Analise de Dados, Processamento e Supercomputadores

Médicos, Enfermeiros, epidemiologistas e soluções em saúde e healthtechs

A tragédia de Brumadinho já contabiliza 60 mortos e 292 desaparecidas, segundo informações divulgadas pelo jornal O Tempo, na manhã desta segunda-feira, 28 de janeiro.

Israel disponibiliza tecnologias para ajudar no resgate da vítima

O Governo de Israel, disponibilizou por meio do Governo Federal, detectores de ecos e sonares, usados em situações de desabamentos e rupturas grandes para ajudar no resgate. Além disso, Israel irá disponibilizar um equipamento de imagem (scanner de calor) para ajudar nas buscas de corpos que estão desaparecidos na cidade.

De acordo com o Governo Federal, os equipamentos devem encontrar os soterrados que estão de 3 a 4 metros de profundidade.


*A equipe do SIMI tentou identificar os responsáveis pelo grupo de empreendedores de BH, mas até o fechamento desta matéria, não obteve resultado.

*Se você possui alguma solução, procure os órgãos responsáveis, mas, jamais utilize por conta própria, pois pode acabar prejudicando nas buscas

#tecnologia#israel#Brumadinho#soluçõestecnológicas#resgateFavoritar

Fonte: G1

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.