Notícias

< voltar
14/Mar/2019 - 00:00 - Atualizado em 14/Mar/2019 - 14:30

Stoque, de BH, é negociada por R$70 milhões

Com unidades em cinco capitais, startup belo-horizontina faturou R$63 milhões somente em 2018


Por Redação Belo Horizonte/MG
Murilo Machado Taranto, CTO da Stoque, comemorou a aquisão pela Kinase Invstments
Crédito: Stoque/Divulgação

Com 15 anos de história, a Stoque, empresa especializada em tecnologias para automação de processos e transformação digital em empresas, vive momentos de expansão. No início do mês, ela teve  95% do seu capital vendido para o fundo de investimento Kinase Investments. A aquisição custou R$ 70 milhões ao fundo, que pretende trazer ainda mais crescimento para a empresa. Somente em 2018, a empresa faturou R$ 63 milhões. A meta dos novos gestores é manter um crescimento no faturamento de 25% ao ano.

Quando surgiu, em 2003, a Stoque tinha cinco sócios, dos quais só permaneceu Murilo Machado Taranto, que agora ocupa o cargo de CTO. Ele afirma que a venda de 95% do capital da empresa foi uma decisão encarada como grande oportunidade, tanto pelo retorno financeiro quanto pela possibilidade de grande crescimento para a marca. "O capital permite que a empresa ganhe ainda mais escala", destaca.

Segundo o CTO, a empresa segue focada na oferta de diversas tecnologias para a automação de processos e transformação digital nas empresas. Mas destaca que a mudanças de estratégia serão inevitáveis, já que houve processo de troca de gestão. "Essas mudanças passam por mais governança, compliance, controle de processos. A tendência é melhorar a gestão e é claro, as tecnologias, pois esse é um mercado em que se precisa evoluir e aprimorar o tempo todo", frisa.

Em sua carteira de cliente, a empresa atende grandes nomes do mercado financeiro, como Itaú, Inter e BS2. Segundo Taranto, uma das prioridades é atrair novos bancos digitais. Entre as soluções oferecidas pelas Stoque estão: captura inteligente para digitalização de documentos; de gestão de documentos robôs e softwares diversos.

Com sede na capital mineira, a empresa possui filiais em São Paulo, Brasilia, Espirito Santo e Belém. Ao todo, são 350 funcionários. Taranto acredita que o investimento da Kinase Investments evidencia o potencial do segmento de tecnologia em Minas Gerais.  “Mineiro trabalha em silêncio, mas trabalha bem. A Stoque foi identificada como empresa com grande potencial de crescimento entre mais de 200 empresas avaliadas", comemora.

#startup#expansão#stoque#vendaFavoritar

Fonte: Diário do Comércio

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.