Notícias

< voltar
28/Nov/2018 - 14:45 - Atualizado em 29/Nov/2018 - 17:00

Tem uma startup? Saiba como ser fisgado por grandes empresas

Instituições como Usiminas, Accenture, Oncoclínicas e Hermes Pardini participaram do FINIT Festival em busca de soluções e novos negócios com startups


Por Paula Isis/SIMI Belo Horizonte
Crédito: Fábio Veloso/Simi

Novas ideias e soluções que podem impactar os produtos e serviços foram os focos de grandes empresas, como Accenture, Grupo Oncoclínicas, Usiminas e Hermes Pardini, que participaram, durante os dias 27 e 28 deste mês, durante o FINIT Festival, em Belo Horizonte.

No Hub Conect 100 Open Startups, as startups tiveram a oportunidade de fazer novos negócios ou conseguir um investimento. Durante dois dias de evento, mais de 4 mil reuniões foram agendadas pelo app do movimento 100 Open Startups, promovendo uma maior aproximação entre as empresas.

Neste ano, mais de 150 startups do Brasil e 50 empresas multinacionais, desembarcaram em BH para o evento. Muitas destas empresas têm departamento de P&D. 

Carla Colona, CEO e fundadora do Movimento 100 Open Startups, explica que as empresas podem ser muito mais eficientes conhecendo o que têm fora de suas barreiras internas. “Por mais que você tenha brilhantes pesquisadores e uma estrutura muito boa, enquanto empresa, nunca vai poder ter todas as ideias do mundo. Então, ao se conectar ao “mundo de fora”, com certeza vai ter resultados muito superiores se fosse fazer sozinho.”

Crédito: Fábio Veloso/Simi

Cada empreendedor tinha 20 minutos para fisgar as grandes empresas. Para Carla, o movimento é uma ótima oportunidade para fazer conexões com essas empresas de forma rápida e face to face. Muitas vezes, quando o contato é feito diretamente, ele tende a ser demorado e custoso, sendo que, muitas vezes, o empreendedor nem obtém sucesso.

Para a CEO do 100 Open Startups, o despreparo é um dos principais problemas que tornam as startups menos atraentes e muitas delas acabam não fechando sequer futuras reuniões para dar continuidade às negociações.

“Ela tem que se mostrar atraente desde o primeiro momento. O ambiente online da plataforma do 100 Open é um cartão de visitas. Então, tudo que ela coloca lá, como o projeto, vídeo institucional e, principalmente, a explicação do próprio negócio, é importante."

“Muitas startups não conseguem transmitir todo o potencial que têm por isso. Os empreendedores sabem todo o histórico, todo o processo de construção, mas não conseguem explicar.” Por isso, Carla acredita que buscar validações fora seja uma grande ferramenta de mensuração do seu negócio.

Crédito: Fábio Veloso/Simi

Para ela, mais importante que gerar negócios, a plataforma tende a servir como um termômetro para que o empreendedor saiba se o seu negócio é viável, por meio do feedback das empresas.

Mas não pense que apenas startups em estágio inicial podem participar. "Aqui tem oportunidades para todos os níveis de startup, principalmente porque é um evento muito completo", explica Aline Tobal, da startup Linte. A empresa, desenvolvedora de um software jurídico que promete "acabar" com a burocracia, já está consolidada no mercado com uma carteira de clientes, mas viu no Hub uma ótima oportunidade para gerar novos negócios. Além disso, Aline destaca que o movimento é bom para que as pessoas conheçam todo o processo que envolve a negociação de produtos e serviços com as enterprises. 

EuNerd, VG Resíduos e Enacom receberam os troféus das mãos de Bruno Rondani e Carla Colonna, do 100 Open Startups
Crédito: Pedro Matos/Simi

Ao final, as startups Eunerd e VGResíduos foram as que mais pontuaram no ranking do Hub Conecta 100 Open e garantiram uma vaga para o Shark Tank, com a investidora Camila Farani e Robinson Shiba, fundador do China inbox.

A participação no Shark Tank deu a elas a oportunidade de serem investidas na hora, caso os investidores se interessassem pelo modelo de negócios.

Agora se você é empreendedor e está em busca de novos negócios e/ou investimentos, aperte o play no vídeo da TV SIMI e confira algumas dicas que vão ajudar você a potencializar seu negócio.

FINIT Festival 

Este ano, a Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (FINIT) se transformou em um festival realizado em diversas partes de Belo Horizonte entre 7 e 28 deste mês. O FINIT Festival é um evento que impacta pequenos e grandes empresários, empreendedores, professores, estudantes, gestores e pessoas do ecossistema de inovação de Minas Gerais e de todo o país. 

#startups#conexões#FINITFestival#finit2018#HubConectaFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.