Notícias

< voltar
19/Mar/2019 - 13:20 - Atualizado em 19/Mar/2019 - 13:23

Veja o site que traz retratos perfeitos criados por inteligência artificial

Portal foi criado para mostrar às pessoas o nível avançado em que a tecnologia se encontra atualmente


Por Redação Belo Horizonte/MG
Rostos foram montadas por inteligência artificial

A tecnologia se desenvolve rapidamente e às vezes sem que prestemos muita atenção ao seu nível de evolução. A inteligência artificial já faz parte da vida de várias pessoas, mesmo que indiretamente. Mas você sabia que essa tecnologia já é capaz de manipular imagens?

O site ThisPersonDoesNotExist traz diversas imagens de rostos de pessoas criadas automaticamente, e de forma aleatória, por inteligência artificial. Os resultados são muito fidedignos.

Criado por Philip Wang, um engenheiro de software da Uber, o site funciona a partir de uma pesquisa liberada no ano passado pela Nvidia e conta com um algoritmo simples. Treinado a partir de um arquivo gigantesco de fotos reais, esse algoritmo intitulado StyleGAN, já vem sendo testado em outras frentes.

Treinamento progressivo da tecnologia de camadas de baixa à alta resolução
Crédito: Sarah Wolf

A criação do site foi feita, segundo Wang, para mostrar às pessoas o estágio avançado em que a tecnologia se encontra atualmente. “A maioria das pessoas não entende o quão boas as inteligências artificiais serão em sintetizar imagens no futuro, disse ao Motherboard. “Rostos são mais salientes ao nosso reconhecimento, então eu resolvi colocá-los como modelo específico pré-treinado”.

Você pode conferir o site com as imagens geradas pela inteligência artificial clicando aqui.

Neste vídeo, você entende como o processo é feito. A partir de uma fonte A e buscando traços da fonte B, a inteligência artificial cria um rosto C:

#tecnologia#MachineLearning#A.I#InteligenciaArtificialFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.