Notícias

< voltar
18/Mai/2017 - 10:43 - Atualizado em 18/Mai/2017 - 14:46

A inovação vai mudar o mundo como você conhece

Palestra do Pint of Science abordou mudanças nos modelos econômicos


Por Renato Carvalho/SIMI Belo Horizonte
Palestrantes e proprietário do Café com Letras brindaram à ciência
Crédito: Renato Carvalho/SIMI

O último dia do Pint of Science 2017 no Café com Letras, no Circuito Cultural Banco do Brasil, ficou marcado pela grande quantidade de público presente. A casa ficou lotada para assistir à palestra “O mundo vai desaparecer? Inovação e novos modelos de economia”.

O professor Edson Domingues, do Departamento de Ciência Econômicas da UFMG, e o especialista em inovação Mauro Carrusca, trouxeram suas visões sobre as mudanças que o mundo está sofrendo. Novos modelos econômicos, mudanças climáticas, avanços tecnológicos vão fazer com que o mundo com o qual estamos acostumados acabe.

Em sua apresentação, Mauro deu uma perspectiva otimista sobre as mudanças. Ele acredita que o empreendedorismo e a inovação são o caminho para o desenvolvimento de novas oportunidades e para o sucesso profissional.

Especialista em inovação, Mauro Carrusca destacou a importância da inovação para a diversificação de modelos econômicos
Crédito: Renato Carvalho/SIMI

Mesmo assim, o especialista em inovação deu o alerta. “Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?.” Mauro insistiu que pessoas inovadoras vão ter mais sucesso, além disso, o modelo educacional atual foi criticado por ele.

Já Edson trouxe ao público uma perspectiva ambiental. Segundo ele, o aquecimento global e o uso em excesso dos combustíveis fósseis vão acabar com o mundo, “ou, na verdade, com nós, humanos, já que o mundo continuará aí”.

Professor Edson Domingues, da UFMG, trouxe suas perspectivas sobre o tema
Crédito: Renato Carvalho/SIMI

O professor da UFMG ainda destacou a importância de inovar em busca de sustentabilidade. Ele acredita, ainda, que o empreendedorismo e a inovação vão modificar o nosso modelo econômico e, consequentemente, trazer melhorias ao mundo no que se refere ao meio ambiente. “São ações globais, não adianta aqui no Brasil termos ações se a China, EUA ou outros países não se juntarem a um modelo econômico mais sustentável”, alertou.

Café com Letras teve grande público para último dia do Pint of Science
Crédito: Renato Carvalho/SIMI

 Quer ler mais matérias sobre o Pint of Science 2017? Clique aqui e confira a nossa cobertura completa.

#ciência#MinasDigital#PintBR#Pint2017Favoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.