Notícias

< voltar
11/Mai/2017 - 12:11 - Atualizado em 12/Mai/2017 - 10:11

AIESEC oferece estágios internacionais de empreendedorismo para estudantes

Selecionados têm a oportunidade de aprender com startups de 7 países


Por Paula Isis/SIMI Belo Horizonte
Crédito: Reprodução/Facebook


E se você tivesse a oportunidade de aprender empreendedorismo vivenciando a realidade de uma startup internacional? Essa é a proposta do programa Empreendedor Gloval da AISEC- Association Internationale des Etudiants en Sciences Economiques et Commerciales.

A associação oferece aos estudantes, por meio de seu programa de estágio, uma imersão em startups em que o jovem tem a oportunidade de se desenvolver em um ambiente inovador e multicultural. Durante o estágio, ele desenvolve habilidades em diversas atividades,  vivenciando a cultura organizacional de startups, que envolve a inovação em sua gestão.

Apesar de novo, o programa foi criado em 2015, mais de 100 jovens já participaram do Empreendedor Global. Nele, os estudantes podem optar por fazer intercambio profissionais em países como, Argentina, Peru, Colômbia, Ucrânia, Grécia, Egito e Índia.

Com duração de seis a 12 semanas, os estágios não são remunerados. No entanto, de acordo com a diretora de estágios internacionais da instituição, Ana Carolina Caetano, muitas vagas oferecem benefícios, como hospedagem, auxílio transporte ou alimentação. “Para reduzir os custos da viagem, a AIESEC ainda conta com diversos parceiros como Assist card (seguro saúde), confidence cambio (cambio de moeda), CI Intercambio e GOL (passagens aéreas). Além disso, os países que costumamos enviar pessoas possuem custo de vida menor que o do Brasil, tornando o intercâmbio mais acessível”, pontua.

A AIESEC oferece suporte desde a busca por vagas até a volta do intercâmbista. Entretanto, Ana Carolina Caetano ressalta que a associação prioriza o desenvolvimento do estudante. “O intercâmbio proporcionado pela AIESEC não segue o modelo padrão em que o acompanhamento é diário. O estudante tem toda liberdade de viajar, interagir com as pessoas no seu emprego, sair e conhecer o país por conta própria.”

Por isso, a diretora explica que a associação estimula que o jovem seja pró - ativo para resolver determinadas questões relacionadas ao intercâmbio. “Como em toda viagem, imprevistos podem acontecer e o mesmo deve estar preparado para lidar com essas situações. Contudo, caso ele necessite de ajuda ou informações, é só entrar em contato com a gente.” finaliza.

Como posso participar?

Ana Caetano explica que o processo seletivo envolve cinco etapas. No primeiro momento, o interessado deve se cadastrar no site da AIESEC e automaticamente um perfil no portal de vagas será criado. Em seguida, ele deve acessar o portal (opportunities.aiesec.org), é preciso completar o perfil e anexar o CV em inglês.

O candidato deve buscar vagas de acordo com seu interesse, perfil e disponibilidade para viaja. Se o perfil da pessoa interessar a Startup, o candidato deverá enviar um vídeo curto de apresentação em inglês ou realizar uma entrevista online. Caso seja aprovado, basta vir ao escritório da AIESEC BH para assinar o contrato e realizar o pagamento da taxa administrativa.

A diretora explica que, normalmente, o estudante precisa ter inglês intermediário ou espanhol, dependendo do país. “A maioria das vagas é voltada para marketing, design e business, mas muitas delas não necessariamente exigem que essas competências tenham sido desenvolvidas em um curso superior.”

Quer entender melhor o trabalho da AISEC? Aperte o play no vídeo abaixo.

 

 

#empreendedorismo#startup#AISEC#estagiointernacionalFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.