Notícias

< voltar
17/Nov/2016 - 08:00 - Atualizado em 16/Nov/2016 - 15:34

Americano cria empresa que guarda lugar em filas

Empresa oferece serviço de esperar em qualquer fila, seja para comprar produtos ou esperar por serviços, ao preço de US$ 25 a hora


Por Redação Belo Horizonte
Fila para a compra do iPhone7. Funcionários da “Same Ole Line Dudes” guardam lugares em cabines próprias
Crédito: Reprodução/Facebook

Grandes negócios surgem de grandes oportunidades. Foi assim que o americano Robert Samuel abriu o seu inovador empreendimento, a “Same Ole Line Dudes”, uma empresa que oferece lugares em filas de espera em Nova York.

Tudo começou em 2012, após ser demitido de seu emprego em uma companhia telefônica. Sem opções para ganhar dinheiro, Robert publicou um anúncio na internet oferecendo o serviço de espera em filas, já que naquela semana aconteceria o lançamento do iPhone 5. “Meu serviço consistiria em ficar na fila na saída da loja da Apple por US$ 100", contou à Agência Efe.

Atualmente a empresa conta com 27 colaboradores, que têm a atribuição de ficar na fila de estabelecimentos comerciais. Os preços variam conforme o tempo de espera. A primeira hora tem uma tarifa fixa de US$ 25 e cada hora adicional custa US$ 20.  "Os clientes não têm apenas a opção de ficarmos na fila por eles, também podemos comprar o produto e enviá-lo por correio por um custo extra", explicou.

Segundo o empreendedor, o negócio é procurado não apenas para produtos, mas também para poupar tempo em filas de shows, autógrafos, sapatos e até hambúrgueres. Com capas de chuva e cadeiras dobráveis, enquanto está nas fila Robert passa seu tempo acessando redes sociais e ouvindo músicas no seu laptop. Ele garante que o negócio é estável. “Em Nova York, sempre haverá alguém que não tenha tempo, então sempre haverá trabalho", ponderou.

E você? Contrataria esse serviço? Comente!

#empreendedorismo#negócios#oportunidade#filaFavoritar

Fonte: Época Negócios

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.