Notícias

< voltar
26/Dez/2017 - 08:00 - Atualizado em 22/Dez/2017 - 09:57

App reúne vagas disponíveis em atividades e viagens de aventura

Dreampass conecta profissionais e clientes com interesses em comum; disponível para Android e iOS


Por Redação
Crédito: Reprodução

Para muitos viajar não é um luxo, mas sim uma necessidade. Há quem diga que viajar é trocar a roupa da alma. Em todos os casos, as viagens sempre proporcionam momentos inesquecíveis. Mas nem sempre é fácil encontrar aquela atividade certa na melhor data. Ao mesmo tempo, as empresas das áreas de ecoturismo, turismo de aventura e esportes radicais já têm datas reservadas para um futuro próximo. E foi pensando nessa conexão que surgiu o site e aplicativo Dreampass.

A Dreampass funciona na mesma lógica que outros aplicativos, como o Uber ou o Airbnb: conectando profissionais e clientes com interesses em comum. Os operadores que oferecem atividades e viagens cadastram suas ofertas com datas já marcadas para acontecer e o número de vagas disponíveis. Do outro lado, as pessoas interessadas em viver uma experiência nova acessam o app, descobrem quais são as oportunidades do momento que mais se encaixam com suas vontades e adquirem suas vagas.

As atividades vão de passeios de balão, rapel e bungee jumping a viagens de mergulho e expedições internacionais, como o Monte Roraima, e trekking ao acampamento-base do Everest.

Segundo a equipe do Dreamapass, a ideia é proporcionar momentos inesquecíveis para quem está meio perdido sobre o que fazer nas férias. “Queremos ajudar as pessoas a não ficarem de bobeira no sofá, sem saber o que fazer!”

Até o momento, já são mais de 100 experiências disponíveis, com várias opções para os próximos fins de semanas e feriados!

Para baixar o aplicativo grátis, é só acessar na loja do seu smartphone no Android  ou no iPhone.

#app#viagens#dreampass#ecoturismoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.