Notícias

< voltar
10/Abr/2017 - 15:40 - Atualizado em 11/Abr/2017 - 14:25

Atribuído a Niemeyer, Lactário do Calafate vira escola de empreendedorismo solidário

Espaço será inaugurado no próximo dia 20


Por Franco Serrano/SIMI Belo Horizonte
Fachada do Lactário do Calafate
Crédito: Leandro Couri/EM/D.A Press

Em iniciativa do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira (Cenarab), a partir de 20 de abril Belo Horizonte ganha mais um espaço dedicado ao empreendedorismo solidário. Segundo reportagem do Estado de Minas, a instituição firmará, nesta data, um comodato com a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) para utilização do espaço por 20 anos.

Após a reforma e restauração do espaço, o local passará a oferecer cursos de informática, história da África, bordado em richilieu e pedraria, beleza afro, artes em máscara africana, empreendedorismo social e de Educação de Jovens e Adultos (Eja).

Empreendedorismo Social

Trabalhando com construção coletiva, o curso de empreendedorismo social, assim como todos os outros depende da colaboração dos coletivos envolvidos em torno do projeto. “Precisamos nos profissionalizar e melhorar cada dia mais. Estamos buscando cada dia mais novas parcerias para atingir um patamar mais alto, inclusive com a própria SEDECTES”, é o que afirma a coordenadora do Cenarab, Célia Gonçalves Souza.

Segundo Célia, o objetivo é não só apresentar ofícios e sim inserir pessoas em torno da comunidade dentro do mercado de trabalho. “É um trabalho longo. Dependemos de voluntários envolvidos conosco que podem ensinar e trocar conhecimento. Nosso professor voluntário recentemente precisou deixar o projeto, logo novas pessoas se apresentaram e eles estão ajudando a mudar a nossa realidade” conclui Célia.

Você pode conhecer melhor o trabalho realizado pelo Cenarab acessando http://www.cenarab.com.br/ ou (31) 3019-6017.

#empreendorismosocial#coletivo#cenarabFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.