Notícias

< voltar
10/Mai/2017 - 15:21 - Atualizado em 10/Mai/2017 - 15:54

Brazillab lança edital para a segunda rodada de aceleração

Aceleradora para startups com soluções na gestão pública se apresenta no espaço Sedectes dentro do Congresso Mineiro de Município


Por Alysson Lisboa/SIMI Belo Horizonte
Marcello Danielle e Vinícius Poit da aceleradora Brazillab. O desafio é integra startups e prefeitura para melhorar a gestão pública

No segundo dia do congresso, realizado no Expominas, novas rodadas de pitches e apresentações de parceiros aconteceram no stand da Sedectes e Rádio Itatiaia. Uma delas foi da aceleradora Brazillab. O coordenador Marcello Danelli e o embaixador da empresa, Vinicius Poit, conversaram com o Simi sobre as expectativas para a segunda rodada, que já tem edital aberto a partir de hoje.

Com apoio da Fundação Brava, organização sem fins lucrativos com sede em São Paulo, a primeira rodada do programa, que teve início em agosto do ano passado, atraiu interesse de 600 empreendedores. Foram selecionadas 11 startups aceleradas durante três meses. Entre os desafios das cidades, cada empresa deveria focar na soluções de problemas como educação, equilíbrio fiscal e saúde.

Os três vencedores da primeira rodada foram a App Prova, na categoria educação pública; Dr. Cuco, na área da saúde; e Soma, com solução sobre sustentabilidade. Esse ano o edital fica aberto até 5 de junho e pretende superar o número de inscritos do ano passado, porém, os desafios serão outros: agricultura urbana, equilíbrio fiscal e comunicação. Serão 10 startups e o resultado sai no final de julho. As vencedoras serão aceleradas no Google Campus, em São Paulo.

Durante o período em que as startups estão em processo de aceleração, gestores públicos são convidados a participarem de avaliações, pitches e entrevistas com as aceleradas. “Dessa forma, uma startup pode interagir com o setor público e trabalhar as questões ligadas às regulamentações e convênios de parceria”, completa o coordenador Marcello Danelli.

Quem também passou pelo estande localizado no Expominas foi o coordenador do 100 Open Startups, Bruno Rondani. Ele falou sobre o programa e deu dicas de como tornar a startup mais atraente para o setor público.

Bruno Rondani, coordenador do 100 Open Startups, marcou presença no evento
Crédito: Em branco

A startup Solides ficou em sétimo lugar no ranking da 100 Open Startups. A solução dada pela empresa visa melhorar a produtividade no setor público e privado com um mapeamento comportamental da equipe. Monica Garcia, uma das fundadoras da startup, já conversou com algumas prefeituras e a receptividade tem sido muito boa. Para saber mais sobre a startup acesse:www.solides.com.br.

Minas Digital

O programa Minas Digital nasce como iniciativa pioneira do Governo de Minas Gerais, capitaneado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SEDECTES, que vai gerar o desenvolvimento econômico e social do estado e do país a partir da inovação, economia digital e economia criativa. Seu surgimento busca expandir o já poderoso ambiente de inovação de Belo Horizonte para Minas Gerais. Para saber mais informações, acesse o site do programa.

#empreendedorismo#aceleradora#startupsFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.