Notícias

< voltar
26/Jul/2017 - 10:32 - Atualizado em 26/Jul/2017 - 13:13

CNH ganhará versão digital a partir do início de 2018

Para evitar multas em caso de não estarem portando a CNH, motoristas vão poder se identificar por um aplicativo no smartphone


Por Redação Belo Horizonte
Documento terá versão digital que pode ser acessada por aplicativo
Crédito: José Cruz/Agência Brasil

O Conselho Nacional de Trânsito aprovou, nessa terça-feira, 25, um projeto que cria uma versão digital da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A partir de fevereiro de 2018 a novidade vai permitir que motoristas não sejam multados caso estejam dirigindo sem portar o documento físico.

A CNH tradicional seguirá sendo impressa normalmente, mas a novidade vai permitir que motoristas sejam identificados por meio de um aplicativo no smartphone. “Estamos dando um passo à frente, desburocratizando o processo. Há um conjunto de padrões técnicos para suportar um sistema criptográfico que assegura a validade do documento. Com isso, quem esquece a CNH em casa, não estará sujeito à multa e pontos na carteira. Basta apresentar o documento digital”, disse Bruno Araújo, Ministro das Cidades, em entrevista à revista Auto Esporte.

Mesmo assim será necessário portar a CNH, seja impressa ou no aplicativo online. Policiais e agentes vão utilizar um sistema de assinatura com certificado digital ou de leitora de códigos QR para se certificar que o documento virtual é válido.

QR Code

Desde maio deste ano, todas as CNHs emitidas contam com um código QR impresso no verso do documento, com o objetivo de evitar fraudes. As carteiras emitidas antes da data serão atualizadas conforme o prazo de vencimento padrão.

#inovação#tecnologia#aplicativo#CNH#documento#smartphoneFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.