Notícias

< voltar
07/Dez/2017 - 14:30 - Atualizado em 11/Dez/2017 - 09:40

Conheça os projetos desenvolvidos na primeira edição do Magnuss

Final da primeira edição do programa acontecerá no sábado, dia 9 de dezembro


Por Redação Belo Horizonte
Cofice foi um dos negócios de impacto que participaram da edição de 2017 do Magnuss
Crédito: Cofice/Facebook

No próximo sábado, dia 9 de dezembro, Belo Horizonte será sede da grande final do Magnuss: Investimento de Negócios de Impacto Social, um programa que em sua primeira edição selecionou nove negócios de impacto para participarem de 17 semanas de intenso desenvolvimento.

Durante o programa, os participantes tiveram acesso a espaço colaborativo de trabalho, mentorias, conteúdos de crescimento e uma rede de pessoas, instituições e negócios que facilitaram o desenvolvimento e a expansão de seus projetos, com foco nos objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas (ONU).

Na final do programa, os selecionados vão apresentar os resultados e a evolução de seus negócios para uma banca avaliadora e poderão se conectar com investidores e agentes do ecossistema. A cerimônia será durante o Impactday, no espaço Órbi Conecta, em Belo Horizonte.

A inscrição para o Impactday é gratuita e as vagas são limitadas. Para mais informações e inscrições, clique aqui.

Conheça os negócios de impacto que se apresentarão na final:

1) BeGreen – Primeira fazenda urbana da América Latina. Localizada no Shopping Boulevard, a BeGreen iniciou as suas atividades em 2014, quando seus idealizadores enxergaram o campo como também um lugar rico em inovação com alto poder de transformação.

2) Cofice  – Espaço de trabalho, com formato de café, especialmente desenvolvido para receber empreendedores que desejam se conectar de forma efetiva e com baixo ou nenhum custo.

3) Morada da Floresta – Desenvolvedora de soluções tecnológicas voltadas para o estabelecimento de uma vida mais sustentável. Como, por exemplo, o processo de compostagem, que viabiliza que os resíduos orgânicos sejam reciclados no próprio local de geração e de produção de fraldas e absorventes femininos ecológicos, que substituem produtos descartáveis.

4) Odisseia Digital  – Plataforma especializada em estratégias, criação, produção, divulgação, gestão e manutenção de infoprodutos de todos segmentos com potencial de impacto social, ambiental e econômico.  

5) Risü – Plataforma tecnológica que transforma parte do valor de compras online, realizadas em mais de 300 lojas, em doações para ONGs, sem que o consumidor pague a mais por isso.

6) FazGame – Software em que alunos desenvolvem games narrativos com conteúdos educacionais, sem codificações. Essa solução tecnológica foi premiada internacionalmente no DemandSolutions2016 do BID.

7) Mooca – É a primeira loja colaborativa do Brasil com aceleração de produtores locais. Com um plano de desenvolvimento dos produtos, a Mooca trabalha com mentorias e refinamento dos produtos para vender um uma loja na Savassi e em loja online, com foco no empoderamento e crescimento dos produtores.

8) Engenetiq – Empresa dedicada à aplicação de bactérias na melhoria de processos e produtos artesanais agropecuários.

9) Noisinho da Silva – Uma ONG de jovens designers para inclusão de crianças com deficiência na construção de um Brasil mais justo. Apostam na construção de produtos inesperados e funcionais.

#empreendedorismo#inovação#negócios#negóciosdeimpactoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.