Notícias

< voltar
19/Dez/2016 - 00:00 - Atualizado em 20/Dez/2016 - 11:03

Curso de Empreendedorismo Social no EUA com todas as despesas pagas

Curso será realizado na Universidade de San Diego, na Califórnia, de junho a julho de 2017


Por Redação Belo Horizonte
Crédito: Divulgação/Facebook


Já imaginou ter uma experiência em uma universidade americana com todas as despesas pagas? E se, além disso, você tivesse acesso a uma rede de jovens de mais de 50 países comprometidos com projetos de mudança social? Incrível, né?!

Estão abertas as inscrições para o Hansen Summer Institute on Leadership and International Cooperation, um programa que reunirá jovens do mundo inteiro para estudar resolução de conflitos e empreendedorismo social em San Diego, na Califórnia.

O curso será realizado na Universidade de San Diego, entre os meses de junho e julho de 2017. Ao todo, serão selecionados 20 participantes, sendo 5 americanos e 15 estrangeiros.

Os participantes receberão bolsa de estudos integral que cobre passagens aéreas, transporte para todas as atividades, acomodação, alimentação, seguro saúde e materiais do programa. Despesas com o passaporte e visto para os Estados Unidos devem ser custeadas pelos participantes.

Estudantes que nunca estiveram nos Estados Unidos receberão preferência no processo seletivo, embora todos possam se candidatar.

Você tem até o dia 6 de janeiro de 2016 para de candidatar. Para mais informações e para fazer a inscrição, clique aqui

Sobre o Hansen Summer

Durante três semanas, os bolsistas receberão treinamento prático sobre temas como negociação, mediação de conflitos e trabalho em equipe. Segundo informações divulgadas pelo instituto, “eles vão aprender a escutar ativamente e buscar interesses comuns para construir pontes de cooperação realistas”. Além de assistir as aulas e participar de palestras, debates e workshops, os participantes irão conhecer líderes políticos e empresariais.

Quem pode se candidatar?

Os interessados devem:

– Estar cursando o terceiro ou o quarto ano da graduação ou ser estudante de pós-graduação em áreas ligadas a relações internacionais, diplomacia, desenvolvimento econômico internacional, etc;

– Ter entre 20 e 25 anos em 1º de julho de 2016;

– Ter potencial de liderança demonstrado na comunidade, região ou país;

– Ter um professor que possa atestar por escrito sua proficiência na língua inglesa;

– Ter um passaporte e um visto para os Estados Unidos válidos antes do programa começar.

O programa existe desde 2007 e, até o momento, 165 estudantes de 55 países que participaram do programa têm se mantido em contato, oferecendo uma rede de apoio e troca de experiências em diversos projetos sociais.

#capacitação#startup#curso#euaFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.