Notícias

< voltar
31/Jul/2017 - 15:04 - Atualizado em 01/Ago/2017 - 12:23

DataViva lança versão com incorporação de dados de saúde

Plataforma agora apresenta informações anuais dos estabelecimentos de saúde brasileiros


Por Redação Belo Horizonte
Crédito: DataViva/Divulgação


Na última semana, o DataViva - plataforma aberta de visualização de dados públicos nacionais, lançou sua versão com dados de saúde fornecidos pelo Datasus. O DataViva 3.1 apresenta informações anuais dos estabelecimentos de saúde brasileiros. Os dados compreendem os anos de 2008 a 2015 e estão disponíveis em gráficos. De acordo com o site da plataforma, também foram atualizados os dados já disponíveis e incorporadas novas variáveis sobre comércio internacional e trabalho e emprego.


Segundo o presidente da Fapemig, Pro. Evaldo Vilela, o DataViva é um dos maiores bancos de dados para inovação no mundo, com informações para o planejamento dos municípios, dos estados e do país. “Agora a ferramenta traz mais informações, sobre saúde, e com elas pode-se planejar melhor a vida do município, os investimentos e particularmente investimentos na área de inovação. Queremos que o brasileiro aprenda cada dia mais a usar informações qualificadas na condução das políticas públicas”, afirma.


Integração do DATASUS com o  DataViva

Criado em 1991, o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS) armazena dados sobre saúde de toda população brasileira. O sistema conta com três grandes conjuntos de dados: procedimentos ambulatoriais; procedimentos hospitalares; e o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (Cnes). “Os dois primeiros são conjuntos de dados autodeclarados, informados pelos hospitais. São dados muito grandes e bagunçados, então optamos, pela representatividade e pela praticidade, em trabalhar com o Cnes. É talvez a base mais complexa que já tivemos, por ser a maior: ela tem em torno de 500 gigabytes”, conta Elton Freitas, assessor técnico do Núcleo DataViva, do INDI.

As principais variáveis são estabelecimentos de saúde, equipamentos, leitos e profissionais. Em relação aos estabelecimentos, o DataViva traz informações sobre a localização, o tipo (se é uma clínica, um hospital ou um posto de saúde, por exemplo) e o que ele está atendendo.

Além disso, a plataforma apresenta ainda dados dos equipamentos de saúde (aparelhos de raio x, ultrassom etc.), informações sobre o tipo de leito hospitalar (leitos para parto ou UTI, entre outros) e sobre os profissionais de saúde que trabalham nesses estabelecimentos.

A nova versão do DataViva apresenta ainda novos conteúdos de bases já disponíveis na plataforma. Dentro de comércio internacional, foram incluídos dados sobre portos – sobre a saída de produtos para exportação e os destinos das vendas. Foram exploradas informações sobre trabalho e emprego, com a inclusão de dados de etnia, sexo e grau de escolaridade do trabalhador.

Outro conjunto de informações incorporadas é relativo às empresas: o número de empregados; se ela adota ou não o simples; e sobre a natureza jurídica das empresas – se são públicas, federais, municipais ou estaduais. Agora é possível mapear o número de micro e pequenas empresas no país, e as novas informações permitem mais detalhamento para o usuário.

Clique aqui e conheça mais sobre o Dataviva.


#dataviva#saúde#datasus#dadosdesaudeFavoritar

Fonte: DataViva

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.