Notícias

< voltar
28/Abr/2017 - 07:00 - Atualizado em 27/Abr/2017 - 15:05

Empreendedorismo desde o berço: ensine seu filho 6 características-chave

Características devem ser trabalhadas desde cedo, quando o cérebro está mais ativo


Por Redação Belo Horizonte

Uma série de estudos realizados pela Gymboree Play & Music, com apoio de pediatras e especialistas em desenvolvimento infantil, revela que o empreendedorismo deve ser aplicado nas crianças já a partir dos três primeiros anos de vida.

Segundo a entidade especialista em desenvolvimento infantil, nos três primeiros anos de vida o cérebro da criança está mais ativo, portanto é o momento ideal para que pais promovam competências-chave durante esta fase desenvolvimento.

A Gymboree aponta seis características empreendedoras que devem ser trabalhadas na criança:

  • Autoconfiança e a assunção de riscos
  • Iniciativa e a energia
  • Resistência e o fracasso
  • Criatividade e a inovação
  • Planeamento e a organização
  • Relações pessoais

A estudo ensina, ainda, a desenvolver, em cada idade, estas competências.

Bebês de até 6 meses

O objetivo de desenvolvimento é torna-lo calmo, atento e interessado ao novo mundo. Portanto, deve-se reforçar o toque associado à estimulação sonora. Além de promover consciência corporal e estimulação auditiva, tais brincadeiras ajudam a estimular a autoconfiança e as relações pessoais. O adulto tem o papel importante de transmitir segurança ao bebê.

A partir dos 16 meses

A criança gosta de experimentar antes de tirar suas conclusões. Nesta fase deve reforçar a experimentação de jogos de formas e de resolução de problema, em que a criança poderá testar, acertar e errar.

Três anos

Perto dos três anos a criança fica mais autônoma e pode assumir tarefas simples de cooperação. O ideal é que atividades mais criativas e independentes, principalmente ao ar livre, sejam fomentadas. Isso permitirá que a criança explore sua autonomia e proatividade. 

#empreendedorismo#educaçãoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.