Notícias

< voltar
03/Mai/2018 - 11:00 - Atualizado em 03/Mai/2018 - 10:30

Escola de programação vai sediar Movimento Startup Kids

Evento terá atividades gratuitas e não é necessário ser aluno para participar


Por Redação
Crédito: Uol

Após cinco anos de atuação em terras mineiras, a Buddys, escola de programação para crianças e adolescentes, será a sede do Movimento Startup Kids. A iniciativa, que surgiu a partir da parceria de atores do ecossistema de inovação de Belo Horizonte, tem como objetivo propagar a cultura empreendedora entre o público infatojuvenil da capital. Para sediar o movimento, a escola investiu R$ 400 mil em uma nova unidade, que ganha status de escola-conceito, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Com o investimento, os sócios esperam receber 300 alunos até julho de 2019, além de impactar outras crianças e adolescentes por meio do movimento, que oferecerá atividades gratuitas.

À frente do movimento está um dos principais atores do ecossistema de inovação da capital, o gestor do Fiemg Lab, Fábio Veras. “A programação para crianças é comum nos Estados Unidos há mais tempo, mas aqui nem tanto. Quando conheci os sócios da Buddys, vi uma oportunidade. Percebi que poderíamos fazer uma parceria para formarmos não apenas criadores de games ou aplicativos, mas fundadores de startups incríveis.”

O movimento conta com o apoio de fundadores de startups mineiras, que serão voluntários na realização de palestras e consultorias para crianças e adolescentes. Além do enfoque na educação empreendedora, o movimento também quer “formar” os pais dessa nova geração em relação à transformação digital. “A linguagem da programação e o entendimento das novas tecnologias é o novo alfabeto. Ter em nossa comunidade crianças e adolescentes com as habilidades exigidas por esse mundo digital é uma grande sacada”, afirma Veras.

Ele explica que, inicialmente, o movimento funcionará com palestras mensais, além de fornecer atendimentos às crianças e adolescentes que desejam empreender. A expectativa é que, aos poucos, o movimento cresça com atividades semanais e até fora da sede. As atividades ligadas ao movimento são gratuitas e não é necessário estar matriculado na escola para participar.

Segundo o fundador da rede Buddys, Marlon Wanderllich, a nova escola, que vai funcionar como o “endereço do movimento”. “Será uma unidade-conceito, que abrigará o Movimento Startup Kids em Belo Horizonte. Quando ouvimos falar do movimento percebemos na hora uma conexão, pois o objetivo da Buddys é transformar crianças e adolescentes em empreendedores tecnológicos. Não queremos que o aluno seja só um programador de jogos, mas que ele aprenda a lógica computacional para um dia usar isso na sua vida, na solução de seus problemas.”

De acordo com ele, a unidade de Nova Lima recebeu o dobro de investimento de uma escola tradicional da rede, algo em torno de R$ 200 mil. A expectativa do empreendedor é que a escola receba 300 alunos em um período de um ano. Segundo Wanderllich, essa é a 15ª unidade em Minas Gerais. Além de Minas, a escola também tem unidades em São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro, um total de 19 escolas.

#empreendedorismo#buddys#movimentostartupkids#programaçãoparacriançasFavoritar

Fonte: Diário do Comércio

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.