Notícias

< voltar
09/Jan/2017 - 09:15 - Atualizado em 09/Jan/2017 - 10:47

Estudante do ensino médio cria pomada cicatrizante

Com apenas 18 anos, Camila pesquisou propriedades da árvore Embaúba e desenvolveu o medicamento


Por Redação Belo Horizonte

Três anos após se formar no ensino fundamental, a jovem paulista Camila Agone criou uma pomada cicatrizante a partir de um componente jamais usado: a Embaúba. A pesquisa rendeu prêmios, exposição em feiras e a publicação de um artigo científico.

Tudo começou após se mudar para a Escola Estadual Jardim Riviera, para cursar o ensino médio, que funciona em horário integral. Por causa disso, os alunos tinham a oportunidade de escolher uma disciplina eletiva na qual desenvolveriam uma pesquisa científica.

Sem muita ideia do que fazer, Camila saiu para caminhar em um parque perto de sua casa e encontrou uma árvore chamada Embaúba, cujas propriedades não haviam sido pesquisadas a fundo e que a cultura popular dizia ter poder cicatrizante.

A partir daí a jovem passou a pesquisar sobre a árvore no laboratório da escola e, se desenvolveu tanto, que Camila precisou terminar os estudos em parceria com professores da Universidade Federal de São Paulo.

A estudante decidiu que a pomada seria o formato ideal para a aplicar as propriedades da Embaúba. A decisão aconteceu após trabalhar com chás, que tinham sabores ruins, e sucos, que a aparência não era agradável.

Atualmente, o projeto está parado na Unifesp por falta de investimentos para fabricação em larga escala. Camila, com 19 anos, estuda Engenharia de Energia na Universidade Federal do ABC e pretende ajudar a melhorar a matriz energética brasileira, com foco no uso de energias renováveis.

#pesquisa#inovação#ciência#embaúba#pomadaFavoritar

Fonte: Hypeness

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.